Blog

Dilma assassina o português no bilhete que dá uma cobrada™ em ministras

A imprensa noticiou ontem o “vazamento” do bilhete em que a presidente questiona as ministras da Casa Civil e do Meio Ambiente sobre acordo feito no Congresso. A transcrição, corrigida, é do portal G1:

Durante cerimônia no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (30), a presidente Dilma Rousseff enviou um bilhete escrito por ela à mão às ministras Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Izabella Teixeira (Meio Ambiente). A presidente cobrou explicações sobre o acordo firmado nesta quarta-feira (29) pela comissão especial mista que analisa o Código Florestal.

No bilhete, entregue às ministras por um funcionário do cerimonial da Presidência, Dilma escreveu: “Por que os jornais estão dizendo que houve um acordo ontem no Congresso sobre o Código Florestal? Eu não sei de nada?”.

O texto aprovado pela comissão especial contraria a orientação do governo. Beneficia os médios produtores ao prever que, nas propriedades de 4 a 15 módulos fiscais com cursos de água de até 10 metros de largura, a recomposição de mata ciliar será de 15 metros. O texto original era mais rígido e determinava que propriedades de 4 a 10 módulos teriam que recompor 20 metros.

O bilhete passou pelas mãos de Izabella Teixeira e de Ideli. Há uma resposta no bilhete: “Não houve acordo com o governo? A posição do governo é a defesa da MP, com foco especial na ‘escadinha’”.

No início da noite desta quinta-feira (30), a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto informou que a resposta que aparece no bilhete escrito pela presidente Dilma é da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

(…)

Comentário

Mais do que ficar sabendo através da imprensa sobre atos de seu governo, impressiona o fato de Dilma não ter a menor idéia de quando empregar “por que” ou “porque”. Comunicando-se dessa forma, não surpreende que boa parte das ações de seu governo não saiam do papel.

* o termo “dar uma cobrada” foi eternizado pelo Twitter amazônico especializado em sucuris Yashá Gallazzi.

Mais Lidas

To Top