Implicante

/ Artigos

21 de maio de 2012

O currículo Lattes de Fernando Haddad

white 15 O currículo Lattes de Fernando HaddadKindle

por Flavio Morgenstern

haddad jpt O currículo Lattes de Fernando Haddad

Fernando Haddad ainda tem 3% das intenções de voto para a prefeitura paulistana. O partido do governo federal e seu suposto carisma inquebrantável está, descontada a margem de erro, empatado com o cara do Aerotrem.

Como se não bastasse a piada pronta, eis que encontramos nesse maravilhoso reino encantado da internet nada menos que seu divertidíssimo Currículo Lattes. É um problema tentar sempre fazer umas piadinhas com as notícias, quando a notícia em si é hors concours em piadice. Mas pra quem nos chama de radicais e acha que adoramos teorias da conspiração, vale dar uma olhadela pelo currículo do candidato a prefeito.

Divirtam-se.

Fernando Haddad

possui graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1985) , mestrado em Economia pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1996) . Atualmente é Professor doutor da Universidade de São Paulo. Atuando principalmente nos seguintes temas: Habermas, Marx-Marxismo, Materialismo Historico.
(Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)

Última atualização do currículo em 21/01/2003 

 

Nome Fernando Haddad
Nome em citações bibliográficas HADDAD, F.
Sexo Masculino
1991 – 1996
Doutorado em Filosofia. 
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: DE MARX A HABERMAS – O MATERIALISMO HISTORICO E SEU PARADIGMA ADEQUADO, Ano de Obtenção: 1996.
Orientador: PAULO EDUARDO ARANTES . 
Palavras-chave: Habermas; Marx-Marxismo; Materialismo Historico.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
1987 – 1990
Mestrado em Economia. 
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O CARATER SOCIO-ECONOMICO DO SISTEMA SOVIETICO, Ano de Obtenção: 1990.
Orientador: ELEUTERIO FERNANDO DA SILVA PRADO. 
Palavras-chave: Comunismo; Marxismo Sovietico; Uniao Sovietica.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Teoria Econômica / Especialidade: Sistemas Econômicos.
1981 – 1985
Graduação em Direito. Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional
1985 – Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor doutor
Atividades
1999 – Atual
Disciplinas ministradas
Problemas e Tendências da Teoria Política Contemporânea
1990 – Atual
Disciplinas ministradas
Política II – Pensamento Político Moderno
Política III – Teoria Política Contemporânea I
Seminários de Teoria Política Contemporânea
Compreende: Inglês (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Bem).
Fala: Inglês (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Bem).
Lê: Inglês (Bem), Espanhol (Razoavelmente), Francês (Bem).
Escreve: Inglês (Bem), Espanhol (Pouco), Francês (Razoavelmente).
1989 Aluno Visitante, McGill University – Montreal – Canadá.
Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições

1. HADDAD, F. . Em Desfesa do Socialismo.. Petrópolis: Editora Vozes, 1998.
2. HADDAD, F. . Desorganizando o Consenso. Petrópolis: Editora Vozes, 1998.
3. HADDAD, F. . Sindicalismo, Cooperativismo e Socialismo. (no prelo). São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 1998.
4. HADDAD, F. . O Sistema Sovietico – Relato de Uma Polemica. SAO PAULO: SCRITTA EDITORIAL, 1992. 268 p.

Textos em jornais de notícias/revistas

1. HADDAD, F. . Habermas leitor de Weber. Lua Nova, São Paulo, v. 38.
2. HADDAD, F. . Trabalho e Classes Sociais. Tempo Social, São Paulo, v. 92.
3. HADDAD, F. . Habermas: herdeiro de Frankfurt?. Novos Estudos – CEBRAP, São Paulo, v. 48.
4. HADDAD, F. . Trabalho e Linguagem. Lua Nova, São Paulo, v. 48.
5. HADDAD, F. . Toward the redialectization of historical materialism. Cultural Critique, University of Minnesota Press, v. 49.
6. HADDAD, F. . Regime ou Cultura nos Estudos da Democratização. Lua Nova, São Paulo, v. 50.
7. HADDAD, F. . Teses sobre Karl Marx. Revista de Estudos Avançados da USP, USP, v. 34, 01 ago. 1998.

Apresentações de Trabalho

1. HADDAD, F. . O Mercado no Fórum. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
2. HADDAD, F. . Trabalho, Consciência e Sociedade.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
3. HADDAD, F. . Estado, Sociedade e Solidariedade.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
4. HADDAD, F. . A nova agenda dos governos locais.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).
5. HADDAD, F. . Emprego e Saúde.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
6. HADDAD, F. . Políticas públicas de saúde e cidadania.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
7. HADDAD, F. . A Economia Solidária: significados e tendências.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
8. HADDAD, F. . O terceiro setor e as organizações da sociedade civil de interesse público.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
9. HADDAD, F. . Limites Sistêmicos: uma interpretação braudeliana da economia soviética.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).
10. HADDAD, F. . XX Simpósio Nacional de História. 1999. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).
11. HADDAD, F. . Políticas de Geração de Emprego e Renda: Alternativas dos Trabalhadores.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
12. HADDAD, F. . Políticas Públicas de saúde e cidadania.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
13. HADDAD, F. . Políticas de Geração de Emprego e Renda: alternativas dos trabalhadores.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
14. HADDAD, F. . Cooperativismo e Política.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
15. HADDAD, F. . Revista Praga. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
16. HADDAD, F. . Capitalismo Contêmporaneo e Direitos Humanos.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
17. HADDAD, F. . A Realidade Sócio-Econômica Mundial e os Valores Éticos.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
18. HADDAD, F. . Trabalho, Cons-ciência e Sociedade.. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
19. HADDAD, F. . Marxismo Soviético, Ocidental e Analítico: perspectivas teóricas em economia.. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).
20. HADDAD, F. . Em defesa do Socialismo. 1998. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
21. HADDAD, F. . Teoria da Dependência: 30 anos depois.. 1998. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
22. HADDAD, F. . Marxismo Soviético, Ocidental e Analítico: Perspectivas Teóricas em Economia. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
23. HADDAD, F. . Globalização e Democracia.. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
24. HADDAD, F. . Teoria da Dependência: 30 anos depois.. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
25. HADDAD, F. . Os intelectuais, o poder e a construção da nação.. 1997. (Apresentação de Trabalho/Seminário)

Produção técnica

Trabalhos técnicos

1. HADDAD, F. . Representante do Departamento de Ciência Política na Comissão de Biblioteca da FFLCH. 1997.
2. HADDAD, F. . Membro INCUBADORA DE COOPERATIVAS – USP. 1998.
3. HADDAD, F. . Tutor do PET – CAPES. 1998.
4. HADDAD, F. . Coordenador de Graduação do Departamento de Ciência Política.. 1998.
5. HADDAD, F. . Membro do Conselho Editorial da Coleção Zero à Esquerda. 1998.
6. HADDAD, F. . Membro do Conselho Editorial da Fundação Perseu Abramo.. 1998.
7. HADDAD, F. . Membro do Conselho Editorial da Revista Teoria e Debate.. 1999.
8. HADDAD, F. . Membro da Comissão Executiva da Revista Praga.. 1999.
Demais tipos de produção técnica
1. HADDAD, F. . Democracia Econômica.. 1998. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional – Projetos de Pesquisa).

Demais trabalhos
1. HADDAD, F. . Globalização e Democracia. 1998 (Palestra Proferida).
2. HADDAD, F. . A intervençãovpolítica da pesquisa.. 1998 (Palestra Proferida).
3. HADDAD, F. . Cooperativismo e Política. 1999 (Palestra Proferida).
4. HADDAD, F. . A realidade sócio-econômica mundial e os valores éticos e de cooperação.. 1999 (Palestra Proferida).
5. HADDAD, F. . Capitalismo Contemporâneo e Direitos Humanos.. 1999 (Palestra Proferida).
6. HADDAD, F. . As mudanças ocorridas no mundo do trabalho e a função dos conselhos municipais.. 1999 (Palestra Proferida).

Orientações em andamento

Dissertação de mestrado
1. Luciano Pereira. Introdução à econômia política internacional. Início: 1999. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade de São Paulo. (Orientador).
2. Christy ganzert Gomes Pato. Teoria da Dependência Revisitada – Elementos para um Debate Acerca do Projeto Cardoso de Desenvolvimento. Início: 2000. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade de São Paulo. (Orientador).

Precisa falar mais algo?

 

Flavio Morgenstern é redator, tradutor, analista de mídia e não tem Lattes. Depois de ver isso, perdeu a vergonha por essa infâmia. No Twitter, @flaviomorgen

compartilhe

Tópicos ,

14 Comentários

  1. Hay28 de maio de 2012 às 12:22

    Aposto que o Haddad usava extensivamente os textos do Paul Samuelson, o “grande” economista que defendia a URSS com unhas e dentes. Eu era muito novo na época em que a URSS foi para o brejo, mas ao ler o que ele escrevia a respeito da URSS pouco antes de esta implodir fico pensando em como alguém o leva a sério até hoje. Lembro-me, nesta época, somente dos professores falando da URSS como sendo um exemplo de país que estava dando certo. Em 2008, esse grande sujeito, com uma visão incrível e mente afiada, disse que a crise econômica estava para o capitalismo como o fim da URSS estava para o comunismo. Deve ser o guru do Haddad.

  2. Daniel25 de maio de 2012 às 15:35

    Vindo de um comunista de carteirinha como esse cidadão, não tenho mais o que dizer… E ainda quer concorrer a boquinha na prefeitura da maior cidade do Hemisfério Sul.

  3. Vinicius24 de maio de 2012 às 16:47

    Senhores,

    O que dizer do FHC, que quando acadêmico era um grande estudioso do Marxismo?

    Por favor, gostaria muito de ouvir a opinião…

  4. anonimo22 de maio de 2012 às 22:58

    Ok, se ninguém entendeu a piada não sou eu quem vai explicar. Dica: não tem NADA a ver com a orientação Marxista ou não da “produção” do sujeito.

  5. Flavico22 de maio de 2012 às 16:33

    Uma foto vale por mil palavras de ordem socialistas. O olhar sério e compenetrado mirando um horizonte utópico, à la Che. As mãos unidas em oração. A gravata frouxa, mostrando um homem desprovido de vaidades pessoais, que trabalha por um outro mundo possível. Ao fundo, fora de foco, a estrela guia do sonho da sociedade igualitária, o símbolo no Partido dos Trabalhadores. E no pulso… um singelo Philippe Patek. É a cara cuspida e escarrada do novo Brasil…

  6. Conservatore22 de maio de 2012 às 16:30

    Sem entrar no mérito de quem obtém um doutorado, currículos como o dele, existem muitos. Quero ver obter um doutorado em Voegelin, Hayek, Popper, Carl Schmitt, Aristóteles, Platão, Sto Agostinho, Tomas de Aquino e muitos outros do mesmo calibre(sei que não há consenso).Estes autores tratam, de maneira geral, das mesmas questões que Marx & Cia, a maioria,se não todos, com muito mais profundidade e abrangência, não se prendendo somente a questão econômica.O currículo Lattes, seria bem mais intenso.
    Na minha modesta opinião, titulo de doutorado, só poderia ser concedido à quem, realmente, produzisse novo conhecimento, não para quem, fica tentando reviver o marxismo, ou, reproduzindo teorias europeias e americanas anacrônicas e rotas.

  7. Daniel22 de maio de 2012 às 03:04

    Marxismo no papel e relógio de 20 paus no pulso, como o da foto. Não entendo nada do velho Karl, mas de relógio eu entendo…

  8. Djalma do prado22 de maio de 2012 às 02:15

    Tá, retifico meu comentário anterior, peço desculpas. Agora eu vi o livro publicado dele. Espero tratar-se de uma a uma nova forma de socialismo, que não o bolchevismo soviético fracassado.

    Todos temos direito de ter acreditado em asneiras um dia, acredito. Mas se for aquela velha ladainha da “ditadura do proletariado”, será triste mesmo. Coisa de chorar.

  9. Airton22 de maio de 2012 às 02:09

    Quero entender como ele Fala: Espanhol (Bem).
    Lê: Espanhol (Razoavelmente).
    Escreve: Espanhol (Pouco)

    de que forma ele aprendeu o espanhol ?

  10. Djalma do prado22 de maio de 2012 às 02:09

    E qual é o problema em se estudar o marxismo? J.A Gianotti também o fez, mas nem por isso desandou a acreditar em algumas groselhas ditas pelo filósofo comunista. Aliás, se bem medido e bem pesado, há várias coisas que se salvam do pensamento marxista. Agora, quem o resume na pestilenta ideia do “estado socialista”, pode se suicidar. E quem acredita nesse tipo de proposta, pior ainda. É preciso bom-sendo, material muito em falta hoje em dia.

  11. Leonardo22 de maio de 2012 às 00:59

    Tão jovem e tão dinossauro em seus pensamento. Deve acreditar ainda no triunfo da URSS hehehehehehehehe

  12. Otávio22 de maio de 2012 às 00:27

    Mas nem um estágio no Granma, amizade com Putin, organização de marcha da maconha? Decepcionou…
    Mas não se engane, Flávio. Esses caras sabem falar com a “classe média conservadora”. Na campanha vai dizer que a carga tributária está alta, a burocracia deve diminuir, etc, com a mesma habilidade de quem publica um “Em Desfesa do Socialismo” em 1998, ou seja, ontem.
    Se for para o 2 turno, não seria espanto nenhum.
    Aliás, se vocês elegerem o sujeito, ao menos ministro ele não volta a ser por um tempo. Mas seria a cereja do bolo, o bolo inteiro, a festa e os presentes, e adeus “oposição”.
    O que vai ser mais engraçado: evangélicos pedindo a cabeça do Haddad ou o Netinho nervoso com a Soninha num debate, sabendo que não vai poder sentar o braço?
    Falando em Soninha, tipo assim, votem nela :)

  13. Marlon22 de maio de 2012 às 00:03

    Esse é o link para o original, na página do CNPq:

    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4782263J1

    abc.

Publicidade

Enquete

Quem você acha que Lula indicaria hoje para o STF?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade