Blog

Acredite se quiser: o Mensalão existiu!

Sim, eu sei, para pessoas com polegares opositores e apenas os pés no chão, é claro, tal afirmação não seria notícia nem jamais poderia ser expressa de forma exclamativa. O problema é que o PT não se importa com essas coisas chatas como os fatos e a lógica.

Lula, quando não tinha mais para onde correr, resolveu pedir desculpas em rede nacional, dizendo que fora traído. Anos depois, disse que não teria havido Mensalão, tornando o pedido de desculpas algo inócuo ou mesmo surreal. Tudo papo furado.

Mas uma conversa-mole na qual embarcaram quase todos os petistas, na base do “não há provas”, “culpa da mídia”, ou mesmo “nada disso aconteceu”, passando pelo “todo mundo faz” e chegando ao puro e simples silêncio obsequioso. Muitos aguardavam o STF, na esperança de uma absolvição.

Pois bem: o Mensalão existiu.

Marcos Valério e os de seu “núcleo” foram todos condenados já por maioria simples do STF, CONFIRMANDO A EXISTÊNCIA DO ESQUEMA. Agora, com o voto de Gilmar Mendes, adentra ao grupo João Paulo Cunha, ex-Presidente da Câmara dos Deputados e, ao menos até hoje, candidato do PT à prefeitura de Osasco/SP.

João Paulo, na prática, já está condenado por CORRUPÇÃO. É, portanto, e segundo o STF (não a mídia má, nem militância), um CORRUPTO. E a esse fato surge outro: existiu Mensalão. Sim, rolou.

Aos petistas que ainda tentam fugir disso, restam as opções: “culpa da mídia”, “todo mundo faz” e o bom e velho silêncio – aquele miguezinho de sempre. Mas agora já não podem mais dizer que não há provas, muito menos que não existiu.

Sim, o governo Lula foi berço do Mensalão que, a despeito de ele dizer não saber, aconteceu de fato nos termos do Supremo Tribunal Federal.

Notícias Recentes

To Top