Blog

Caso Habibs: novo exame confirma que morte do menino foi mesmo por abuso de drogas

Segundo a perícia, seu coração se assemelhava ao de um idoso de 90 anos.

Breve resumo: um vídeo em que alegados funcionários do Habibs “arrastavam” um menor, que depois seria encontrado morto, rodam a web e a sentença do tribunal da internet é a condenação sumária. Segundo os espectadores online, travestidos de especialistas forenses, tudo estava claro.

Eis que o laudo do IML vai noutro sentido: o menino morreu por abuso de drogas, citando cocaína e variação de lança perfume. Os especialistas em imagens de vídeo rapidamente se transformaram em peritos necrológicos e duvidaram do laudo.

Foi solicitada a exumação, para novo exame. E esse novo exame confirmou: abuso de drogas. A ponto de seu coração estar assemelhado ao de um idoso de 90 anos.

A seguir, os posts da Band News sobre o tema:

Pois é. Resta saber o que dirão os que inicialmente condenaram a empresa, propondo até mesmo um boicote e, na prática, considerando como assassinos os funcionários. Um palpite razoável é que nada dirão ou, pior que isso, desconfiarão também do segundo exame.

A “pós-verdade” não é simples.

To Top