Blog

Discurso político em funeral recebe críticas (muito) duras na web

O uso da ocasião para discurso partidário recebeu críticas severas.

Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O tema é dos mais delicados e desde o princípio é impossível estabelecer regras ou normas acerca de algo assim tão íntimo, pessoal e sentimental. O que pode e o que não pode ser feito num funeral? Difícil determinar. Mas, ao mesmo tempo, quando um evento dessa natureza se torna algo público por força de quem o transmite a todos, é compreensível que surjam opiniões.

E muitas delas não são propriamente positivas. Foi o que houve por conta da cerimônia fúnebre de Marisa Letícia Lula da Silva, na qual seu viúvo e ex-presidente fez pronunciamento com ares político-partidários fortes.

Desse modo, quase que imediatamente, surgiram críticas na rede. Algumas, é verdade, são impublicáveis e passaram de quaisquer limites. Mas outras foram ponderadas, condenando a postura de Lula. Seguem dois exemplos:

O escritor Augusto de Franco foi mais duro e questionou de forma mais profunda o comportamento do petista.

De novo: difícil estabelecer o que pode e o que não pode ser feito num momento desses. Mas, ao transmitir ao vivo a cerimônia, dando a ela uma tintura político-partidária, abre-se naturalmente um debate, e aí a adesão a esse debate não pode ser chamada de “desrespeito”.

Por fim, e independentemente das inúmeras divergências, manifestamos nossos sentimentos e nosso pesar.

Mais Lidas

To Top