Blog

Doria Presidente? Indicação merecida, mas hoje esse movimento mais atrapalha do que ajuda

Méritos não faltam, mas é preciso pensar estrategicamente.

Foto: SECOM / PMSP

Antes de tudo, é importante destacar que as diversas (e bem variadas) iniciativas de apoio a João Doria para a Presidência da República, já em 2018, não são um fato inexplicável. Ao contrário, é uma “onda” merecida, que decorre do excelente trabalho realizado em São Paulo. Estamos todos tão desacostumados com um bom gestor que tudo se torna ainda mais evidentemente positivo.

Porém, é preciso ir devagar com esse andor.

Em primeiro lugar, porque ele simplesmente não será candidato, e já disse isso por várias vezes. Desse modo, por mais que seja – e é – meritória, a indicação já nasce inócua e o movimento inequivocamente está fadado a dar errado.

Mas, para além disso, e considerando o ponto de vista estratégico, pode ser que a coisa ainda o atrapalhe. Pois é.

Isso porque, como é óbvio e todos sabemos, há diversas forças com planos para 2018, e muitas delas não estão nos partidos de esquerda, sendo agora aliadas e entusiastas da gestão de João Doria. Assim, uma vez colocado como um fato o movimento por sua candidatura à Presidência, os militantes desses grupos passarão a se opor ao prefeito paulistano.

É o caminho natural, convenhamos.

Desta feita, considerando que ele não é e nem será candidato no ano que vem, a conclusão é a de que tais movimentos acabarão surtindo efeito contrário – em que pese, e vale repetir sempre, o mérito da indicação.

Mais Lidas

To Top