Implicante

/ Blog

17 de maio de 2012

Engenheiro devolve diploma à UFF depois do título “honoris causa” concedido a Lula

white 15 Engenheiro devolve diploma à UFF depois do título honoris causa concedido a LulaKindle

Saiu no blog do Linhares e qualquer vírgula a mais estragaria:

Dr. Lula honoris causa 550x412 Engenheiro devolve diploma à UFF depois do título honoris causa concedido a Lula

Por Avelino Rui de Oliveira Taveirós

Roberto de Sousa Salles, Reitor da Universidade Federal Fluminense, comunico que enviei para você nesta data, 7 de maio de 2012, por Sedex (código para rastreamento SI375026628BR), o meu diploma de Engenheiro Industrial Metalúrgico outorgado por essa universidade, anexado a carta no seguinte teor:

Anexado à presente, devolvo a essa universidade, aos seus cuidados, o meu diploma de Engenheiro Industrial Metalúrgico outorgado por essa universidade. Esse diploma foi motivo de grande orgulho para mim, desde quando o conquistei e recebi, até o dia 4 de maio de 2012, quando essa universidade, sub sua regência, outorgou o título de Doutor Honoris Causa a Luiz Inácio “Lula” da Silva.

Não aceito ser bacharel por uma universidade que, por um lado, é tão rigorosa ao selecionar e diplomar seus alunos e, por outro lado, outorga alegremente o título de Doutor Honoris Causa a um indivíduo que ao longo de toda a sua vida pública tem demonstrado reiteradamente profundo desprezo pela educação formal.

Sem levar em conta aspectos éticos e políticos da história desse indivíduo, entendo que qualquer reitor de qualquer universidade que outorgar a ele qualquer título honorífico estará debochando de todos aqueles que concorreram a vagas, cursaram faculdades e se diplomaram nessa universidade. A Universidade Federal Fluminense praticou, sob a sua regência, um ato de vassalagem voluntária que denigre a história da universidade e diminui o mérito de todos que nela conquistaram algum título respeitando a educação formal e se dedicando ao estudo e à aquisição de conhecimento.

A História mostra que muitas pessoas e até mesmo povos inteiros já foram submetidos a vassalagem involuntária. A História mostra também que muitos resistiram e lutaram bravamente contra essa vassalagem involuntária e, independentemente do sucesso ou do fracasso dessa luta, o simples fato de terem resistido e lutado os honra. A grande maioria se acomodou e isso não constitui uma desonra – apenas faz parte da natureza humana. A verdadeira desonra é a vassalagem voluntária – que caracteriza uma minoria que ainda não entendeu e não representa a verdadeira natureza humana.

Preste vassalagem em seu próprio nome. Não envolva a universidade e o seus corpos docente e discente passados, presentes e futuros nos seus atos de vassalagem. Se quer se dar ao desfrute de espojar diante de quem quer que seja, tenha a coragem de fazê-lo em seu próprio nome, sem arrastar no chão a toga da Universidade Federal Fluminense.

Receba, senhor Reitor, o meu profundo pesar e a mais plena reprovação por esse ato.

República Federativa do Brasil, 7 de maio de 2012

Avelino Rui de Oliveira Taveiros, professor da Escola de Engenharia Industrial Metalúrgica de Volta Redonda, é Engenheiro Industrial Metalúrgico formado na Décima Terceira Turma da UFF. Foto acima: Instituto Lula – Ricardo Stuckert

compartilhe

Tópicos ,

31 Comentários

  1. Thiago31 de maio de 2012 às 12:00

    Observador,

    Já era contra o Prouni e acho o Fies meio armação, mas depois que eu li um texto explicando os motivos e afins para a criação destes… cheguei a conclusão de que o Lula é um pseudo esquerdistas, pois ninguém permite uma renuncia fiscal como ele permitiu as instituições privadas (eu estudo em uma, se não me engano a segunda maior do país no momento, com direito a ações na bolsa e tudo… nem vou comentar o fato do grupo de investidores já terem falido algumas empresas de diversos ramos e acharem que agora acertaram… pois enquanto acham que estão acertando, as coisas estão desandando…) e fala em criação de universidades federais, sem uma boa infraestrutura e, como você bem lembrou, sem verba definida de forma clara…

    Mas tem pessoas que acreditam nisso tudo e ainda defendem… bem, sorte a delas que isso é uma democracia e as pessoas tem o direito de serem estúpidas…

    Dimitrie

    ““Segundo a Biblioteca do Congresso, a profundidade intelectual do ex-presidente, a quem chama de um dos ‘maiores líderes do Brasil’”… com o perdão da expressão – pqp!
    É claro que a entidade o considera profundo – F.H.C, o Weber brasileiro.
    Lamentável.”

    Realmente, o preconceito é lamentável!

    Não sei se você já leu algo que o FHC escreveu ou viu alguma entrevista dele (veja bem, não estou falando que tenha que concordar, mas entender o que ele fala já é um bom passo para quebrar esse preconceito!) … Ele não é um gênio, mas poderíamos considerá-lo acima da média brasileira, mas o povo não sabe das coisas, ai acham que ele só fez coisa ruim como julgam com as privatizações… mas é isso, continuemos com a luta de classes e papinhos dos milênio anterior, um dia ele resolve os problemas de todo o mundo e todos ficarão felizes né?

    Se quiser, tem uma aqui… http://www.youtube.com/watch?v=ZYyHYjLzqEw

    Veja e reflita antes de tirar conclusões! =)

  2. Dimitrie31 de maio de 2012 às 10:00

    Flávio – gostaria que você explicasse o que seria a sua auto intitulação como “germanista” – tal qual aparece no seu descritivo do twitter; – é apenas uma proposição conservadora mesmo, ou degringola para disposições obscurantistas e anti-humanas? Só estou querendo entender qual é a matiz reacionária no qual você se acha inscrita.
    E, aquele abraço!

    • flaviomorgen31 de maio de 2012 às 13:34Autor

      Peraí, o que tem de “conservador”, “degringolante para disposições obscurantistas e anti-humanistas” da “matriz reacionária” em que estou inscrito por… estudar a língua alemã?!?! o.O

  3. Observador26 de maio de 2012 às 20:30

    QUEM TEM A CANETA PARA LIBERAR AS VERBAS, MANDA!!!

    Essa história vai longe. Analisando pelo prisma pragmático. O ensino universitário brasileiro está sendo vítima de uma demolição contínua.

    Quem controla as verbas das universidades federais, além das rubricas orçamentarias, outras como financiamentos de CNPq, CAPES e FINEP, é o Governo Federal.

    Começaria a ficar preocupante se a Sorbone oferecesse igual honraria.

    Se Lula vai ser Doutor Honoris Causa pela Universidade de Havana, e por qualquer outra, não deveria afetar tanto quem obteve os seus títulos acadêmicos por meios, digamos, mais ortodoxos, graduação, mestrado e por fim doutorado.

    Poderia falar de colegas doutores, com D.Sc. de fato, enfrentando banca de qualificação, banca examinadora, arguição oral, etc…, e que hoje estão sem emprego na área…

    Enquanto isso, ao arrepio do art. 213 da Constituição Federal, as S/As de Educação Superior, com capital em bolsa e explícitos fins lucrativos, têm sido essas as grandes favorecidas pelas verbas do PROUNI.

    Depois que o Brasil sobreviveu aos generais, sobreviverá a essa fase de tornar isso aqui numa Cubócia, fusão de Cuba com Beócia.

  4. Dimitrie26 de maio de 2012 às 13:21

    Flávio, a gente aprendeu, desde desde a Grécia antiga, com o sofismo, que retórica pode ser bem construída, sem que ela tenha em nada a ver com a realidade… dos fatos! Infelizmente, parece que que tu não entende nem de retórica, que dirá de realidade! Tsc.
    Àquele abraço!

  5. Dimitrie26 de maio de 2012 às 13:18

    Flávio – dados? Que dados?
    Tsc.

  6. marquez24 de maio de 2012 às 23:33

    Já sabemos que varias univesides Brasileiras vão seguir os mesmo parametros das europeias para da este titulo tão merecido a nosso ex presidente. O presidente de 50% do brasil que tambem estará presente para omenagia-lo na ilha de upan-açu.

    Fonte: assembleia legislativa do Maranhão.

  7. Dimitrie24 de maio de 2012 às 17:11

    Sim, Flávio, eu não abordei os choques entre classes sociais – embora seja necessário reiterar que categoricamente existem. Tal qual os choques intra-classes, das classes dominantes em contradição e na luta pela conquista de monopólios (incorporações/fusões/trusts/cartéis..) do capital, – e das classes ou modos de existência do ser social que são caracterizados pela não detenção dos meios de produção, e portanto pré dispostos (determinados) ao trabalho assalariado. Nesse caso, os trabalhadores são postos em oposição, na concorrência.

  8. Dimitrie24 de maio de 2012 às 01:41

    CORREÇÃO: Por outro lado, estou farto de (pro)posições facistóides, separatistas… dessas reproduções de estrito senso comum* que brotam aos montes, e sobretudo nas redes sociais, dado o anonimato.

  9. Dimitrie23 de maio de 2012 às 15:51

    Então, só pra estabelecer a relação com a matéria publicada – pra mim, o que este engenheiro industrial metalúrgico está fazendo é tão somente pôr claro a sua “diferenciação” (à moda Higienópolis…) em relação a honoris causa que Lula recebeu (tanto me importa aqui, saber se foi justa ou não… conquanto que a própria trajetória de vida do Lula (possa mesmo dizer que sim…), e que por si só já expresse que, in limini, – que é mais do que evidente que sua rota (ainda que muito problemática, e muitas vezes, traidora) seja, na verdade, ainda muito mais interessante do que a história de vida do engenheiro industrial metalúrgico – e o seu famigerado diploma. Ao que parece, Lula fez muito mais do quê o diplomado.

    E essa diferenciação remonta, pra mim, aquele caso em que o Boris Casoy menosprezou a categoria dos garis, que apenas saudavam a população com uma mensagem de “feliz natal”, em seu programa – e o jornalista, não sabendo que seu microfone estava aberto, os chamou “de categoria mais baixa da escala do trabalho” (contanto que ainda necessite do trabalho destes, certo?). Portanto: A crítica à postura ética de Lula deve mesmo ser efetuada, e denunciada (e mais o mesmo para “todos” os outros políticos, e mais ainda – que investiguemos as origens sociais dos partidos, como se desenvolveram e a quais interesses que servem.. afim de propor um debate de rigor. Por outro lado, estou farto de (pro)posições facistóides, separatistas… dessas reproduções de senso com que brotam aos montes sobretudo nas redes sociais, dado o anonimato.

  10. Dimitrie23 de maio de 2012 às 14:45

    Enfim, Thiago, só pra esclarecer, não sou partidário! Acredito que em situação revolucionária, F.H.C e Lula estariam do mesmo lado – no paredão, prontos para o fuzilamento – traidores de todo o povo, que o são!
    Pode parecer grave e radical – mas o sentido é este mesmo, tomar as coisas pela raíz (e as nossa raízes são o “estado” em que se encontra o nível da nossa humanização)!
    Não faço mera patrulha ideológica, como alguns (e provalemente, sem nem ao menos saber do que está falando.. sem nunca ter entrado em contato com os textos [até do próprio F.H.C – que são absolutamente torpes] ou movimentos sociais).
    Só tenho a consciência de que enquanto a sociedade seguir assim, dividida, o meu voto continuará sendo a favor do trabalho, e não do capital.
    E você, é trabalhador ou proprietário? Se for trabalhador, continuará assim, subserviente ao próprio caldatário que lhe oprime?

    • flaviomorgen23 de maio de 2012 às 16:46Autor

      Achei bem legal a passagem em que você pensa com a própria cabeça e não cai em clichês e divide rigorosamente as pessoas em “proprietários” e “trabalhadores”.

  11. Dimitrie23 de maio de 2012 às 14:32

    “Segundo a Biblioteca do Congresso, a profundidade intelectual do ex-presidente, a quem chama de um dos ‘maiores líderes do Brasil'”… com o perdão da expressão – pqp!

    É claro que a entidade o considera profundo – F.H.C, o Weber brasileiro.
    Lamentável.

  12. Dimitrie23 de maio de 2012 às 14:26

    Thiago – o prêmio foi entregue pela Biblioteca do Congresso dos EUA.
    Auto explicativo, não?

  13. Thiago23 de maio de 2012 às 02:46

    Dimitrie,

    Você sabe quem deu o prêmio ao FHC e o porquê do prêmio?

    Creio que sua comparação esteja equivocada e seu argumento maniqueísta esteja bem fraco, pois o único da lista que citou que foi presidente, e poderia ter uma possível comparação com o Lula, foi o FHC (lembrando que existem vários fatores a serem levados em conta nessa possível comparação, e que geralmente são esquecidos pelos esquerdistas!)

  14. Dimitrie22 de maio de 2012 às 15:24

    Eu também senti vontade de desistir da graduação de C. Sociais, quando o outro espúrio, porém, o sociólogo “queridinho do Brasil”, o FHC.. ganhou um milhão..

    Pra mim, o problema é sempre a matiz dessas matérias “ideológicas”… pq se o Lula é ruim, acaba significando que, por outro lado, o bom é o FHC, José Serra, Aécio… e toda a corja psdbista… não gosto dessas divisões maniqueistas entre bem e mal… se for pra fazer crítica, faça crítica de conjunto, para com todos os políticos…

  15. Thiago22 de maio de 2012 às 01:21

    Será que o alexandre está gostando da greve das universidades federais? Até os professores da UnB aderiram!

    http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2012/05/professores-da-unb-iniciam-greve-por-tempo-indeterminado-nesta-segunda.html

    Bem, isso dai deve ser algum golpe da Globo e da Veja né? Afinal, o sistema universitário federal é perfeito!

  16. Avelino Taveiros21 de maio de 2012 às 18:18

    Cara Luciana:

    Sobre o seu comentário “Aguardo a carta cancelando o CREA e a carta de demissão para a UFF” (2 dias atrás), tenho a dizer:

    1- Quando devolvi o meu diploma para a UFF eu o fiz para todos os efeitos legais, inclusive para fins de cancelamento do registro do diploma no Ministério da Educação, ato que é da competência da UFF e não minha.
    2- Confesso, entretanto, que não havia pensado sobre a questão do cancelamento do meu registro no CREA. Você tem toda razão – vou tomar as devidas providências e, se você preferir, informe o seu endereço de e-mail e eu lhe mandarei a cópia do pedido de cancelamento do registro. Caso você opte por não fornecer o seu endereço de e-mail eu vou entender os motivos e, nesse caso, você poderá acompanhar as providências consultando a situação do meu registro no CREA, que é o registro número 26980D – CREA SP.
    3- Quanto à “carta de demissão para a UFF”, informo que há, nesse caso, um engano lamentável. Eu não sou e nunca fui professor da Escola de Engenharia Industrial Metalúrgica de Volta Redonda – UFF, na qual me formei na 13ª turma. Ocorre que, por algum motivo, alguém “editou” o texto final da carta e incluiu o título de “Professor” antes do meu nome.
    4- Essa carta foi enviada por mim para o reitor da universidade, com cópia exclusivamente para membros da universidade e para meus ex-colegas de turma (que entendo que são parte interessada no assunto). Eu não esperava que o assunto tivesse a repercussão que teve e, por esse motivo, não tomei o cuidado de transformar o texto em formato PDF para que não pudesse ser “editado”.
    5- Bem, o que foi feito está feito e, agora, estou sujeito a eventuais consequências de “edições” do texto, feitas por terceiros bem ou mal intencionados.
    6- Espero que tenha esclarecido eventuais dúvidas e agradeço por você ter levantado a questão do CREA, na qual eu realmente não havia pensado.

    Avelino Taveiros

  17. alexandre17 de maio de 2012 às 19:11

    Thiago
    Vou mesmo defender o Lula e não me envergonho disso.O ato desse engenheiro é de radicalismo. O Lula não se formou mas no governo dele construiu umas 13 universidades federais, várias escolas técnicas e fez o Prouni. Poderia ter feito mais pela educação ? Sim, poderia. Mas também não decepcionou. Acho justo o reconhecimento da UFF. A política social do Lula foi um legado. Quer goste ou não dele.
    P.S.: O engenheiro devolveu o diploma dele. Então não vai mais trabalhar na área ? Vai deixar de ser engenheiro ? Ou tudo isso é para aparecer ?

  18. alvaro17 de maio de 2012 às 19:10

    Simplesmente bárbara a carta do professor Avelino Rui de Oliveira Taveiros.
    Poderia repassar para minha lista de e.mails?

  19. Diogo17 de maio de 2012 às 18:49

    E o Oscar de coragem e bom senso vai para Avelino Rui de Oliveira Taveiros. Cara, parabés!!!! c é um exmplo nacional de pessoa que não se deixa levar pelas babaquices de um estado “republicano” cada dia mais centralizador e impostor.

  20. Xandeco17 de maio de 2012 às 18:08

    Essa “honoris causa” causou revolta para toda sociedade educativa. Mas uma pergunta: o banner ao lado do Lula está escrito “Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ”. Essa universidade faz parte do UFF? É que não sou fluminense. Abraços!

  21. Douglas17 de maio de 2012 às 17:43

    E Alguém precisa fazer esforço algum para denegrir a imagem de qualquer instituição de ensino no Brasil?

    Ano após ano, Pessoas inaptas a exercerem sua respectiva função, são diplomadas as custas de dinheiro. O Titulo entregue ao nosso Ex-presidente apenas reitera o quão ridículo é nosso sistema universitário.
    Em um país aonde médicos não sabem diagnosticar e engenheiros não sabem nem sequer o que significa engenhar.

    Fico contente em ele ter recebido um titulo de Doutor, Não tenho como avaliar tecnicamente se ele tem um nível de Doutor em Engenharia.Ou em qualquer área que está instituição proveja. Mas pelo menos o homem é inteligente, E, sei que nesse ponto muitos dinossauros brasileiros vão querer arrancar minha cabeça, Mas foi durante o governo dele que o Brasil mais recebeu incentivo cientifico e em desenvolvimento intelectual prático.

    Recebo as pedras de braços abertos.

    P.S. A quem for me chamar de petista, lembro-lhes que não sou afiliado a nenhum partido, nem colaboro, nem defendo partido algum.

  22. puppy17 de maio de 2012 às 17:43

    bom Lula foi o melhor presidente que o brasil teve ate a data, y o diploma que a Instituição deu para lula eh Doutor Honoris Causa no eh um titulo de engenheiro, as afirmações o senhor vertidas no tem sustento hístico os fatos mostram outra cosa ,,,,,,,

  23. Leonardo17 de maio de 2012 às 17:31

    Esse reitor foi o mesmo que defendeu o omisso prefeito de Niterói na época da tragedia do bumba.

  24. Alessandra17 de maio de 2012 às 17:01

    Destruiu! Queria ter formado na UFF também, para ter o prazer de fazer o mesmo.

  25. Thiago17 de maio de 2012 às 16:58

    Nossa! Essa doeu hein!

    P.S.: aposto que o alexandre vai defender o Lula!

  26. ihatearial17 de maio de 2012 às 16:36

    Esse cara merece aplausos efusivos.

Publicidade

Enquete

Escolham os nomes dos dois mascotes olímpicos do Rio:

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade