Blog

Grafiteiro fala sobre sua obra apagada em SP, mas os esquerdistas não gostarão do desabafo

“Quem é de rua de verdade fala menos e pinta mais!!!”

A esquerda nunca deu muita bola para a arte de rua, tanto menos para quando a prefeitura de São Paulo apagava grafite. Ao menos era assim enquanto o prefeito era do partido que tanto amam. De repente, misteriosamente, surgiu uma paixão incalculável por paredes pintadas.

Dão muito na cara.

Independentemente disso, é mais do que claro que TODA medida de um governo pode e DEVE ser debatida. E as opiniões contrárias também DEVEM ser ouvidas – desde que, claro, tenham o viés propositivo, e não somente interesse partidário.

Desse modo, vale demais ler o que escreveu o artista Gustavo Cortelazzi, que teve uma obra apagada na operação que ocorreu na Avenida 23 de maio.

Segue a íntegra:

“ONTEM MEU PINTADO DE 7 METROS FOI APAGADO NA 23 DE MAIO 😱

E o que eu acho disso?
Acho que graffiti é assim mesmo!!!!

É uma arte efêmera! Boa enquanto durou e que se renova!!

É triste? É chato?
É sim, não vou te falar que a sensação de passar em frente em ver ele ser apenas um cinza me deixa contente…
Acho que a prefeitura está errando em respeito a esse lance de sair apagando tudo o que ver pela frente…fora a guerra que está querendo travar com nós grafiteiros x pixo…isso não existe! ISSO NÃO PODE EXISTIR!!!! Viemos do mesmo sentido e isso não pode acabar….e não vai! Fiquem sossegados!

Mas por outro lado vejo uma amiga que estava a pelo menos 3 meses na fila de um Pré-Natal e sem esperança de ser atendida até o dia do parto…ser atendida em 2 (dois) dias após a posse do tal tão mal falado e playboy prefeito!

Cara, eu quero meu povo feliz, educado e com saúde….e quando isso acontece eu nem ligo de ter que refazer toda semana as minhas artes!!!!

É isso que eu penso sobre esse lance de apagar…

Parem de mimimi, quem é de rua de verdade fala menos e pinta mais!!!!!!

Daleeeeeeeeee

E como estava escrito no meu graffiti em um trecho de uma música dos Aliados: ‘água passadas só irão afogar, quem desistiu de lutar'” (grifamos)

Palmas para Gustavo Cortelazzi! É assim que se defende um ponto e esse tipo de crítica, construtiva, foca na melhoria das coisas, não no ataque puro e simples. O post original está aqui.

Mais Lidas

To Top