Implicante

/ Blog

4 de junho de 2012

Haddad e o 171 nos “jovens”

white 15 Haddad e o 171 nos jovensKindle

haddad Haddad e o 171 nos jovens

Há um dado curioso, verdadeiro impasse do ponto de vista da estratégia política, que é o fato de ainda ninguém conhecer Fernando Haddad. Em termos imediatos, a sugestão seria “façamos com que o conheçam!”, mas isso seria péssimo.

Explico.

Ele foi Ministro da Educação na PIOR fase de toda a história desse ministério. Não é pouco. Ele foi responsável, por exemplo, pelo ENEM, repleto de fraudes, vazamentos, inépcias e afins. Uma falta total de capacidade gerencial.

Daí a piada corrente em São Paulo (e bem séria, diga-se): como alguém que não consegue aplicar uma prova pretende cuidar da maior cidade do Brasil? Questão provocativa, mas honesta. E sem resposta.

E isso tudo ainda por cima NÃO É O PIOR. Também são responsabilidade de Haddad as Universidades Federais que há quase um mês estão em greve GERAL em todo o país. Novo recorde e novamente negativo.

Segue trecho de reportagem de hoje do Estadão:

Greve de professores já atinge 48 instituições de ensino superior – Principal reivindicação dos grevistas é a revisão do plano de carreiras; reunião com governo foi desmarcada – A greve dos professores das instituições federais de ensino já atinge 46 universidades e dois institutos de ensino tecnológico, segundo levantamento do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) (…) No ano passado, o governo fechou um acordo com a categoria. Ele previa a revisão do plano de carreiras para 2013, além de um aumento de 4%, a partir de março, e a incorporação de gratificações. Os dois últimos pontos já foram concedidos, mas o novo plano continua pendente…” (grifos nossos)

QUARENTA E OITO INSTITUIÇÕES EM GREVE! Um recorde talvez mundial. Eis o talento administrativo de Haddad, cuja coleção de fiascos naturalmente não se resume à inaptidão de aplicar uma provinha sem que surjam escândalos, vazamentos e afins. É preciso também uma greve de meses e meses em quase meia centena de instituições (o que inclui tantas e tantas mais faculdades).

Estratégia: Juventude
Tendo seu filme torrado e moído com os jovens, chega a parecer piada de mau gosto adotar a estratégia de tentar conquistar a juventude. A mesma juventude que teve seu ENEM bagunçado e cujas faculdades federais estão em greve TUDO SOB A RESPONSABILIDADE do agora defensor dessa faixa etária.

Ok, as campanhas às vezes tendem a ser meio “fakes” em alguns motes, jingles e fotografias. É do jogo (não que eu concorde). Mas direcionar TODA a estratégia justamente ao grupo que mais sofreu na mão do candidato enquanto era ministro? Aí é coisa de idiota. Ou muita má-fé.

E olha que não somos nós da oposição os únicos a considerar essa tática uma teratologia. Marta Suplicy, por exemplo, ficou até mesmo ofendida com relação a isso. E faz sentido: quem tem de quarenta anos para cima está fora da alça de mira do candidato que deveria se preocupar com TODAS as idades e as carências de todos, independentemente do ano em que o cidadão nasceu.

Mas, não. Adotam aquilo de “foco nos jovens”. Agora, resta rezar para que ninguém espalhe à rapaziada que esse cara é o mesmo que cuidava do ENEM. E das faculdades federais agora em greve geral.

Até porque já dá trabalho explicar que ele chegou ao ministério após o Mensalão, porque Tarso Genro abandonou o governo para cuidar do partido e, assim, puseram Haddad para tapar o buraco. Mas o buraco aumentou.

É esse o cara que representa “renovação”. Ao menos foi o que disseram no Programa do Ratinho. Quanto a isso, podem perguntar a Marquito, Caroço, Azeitona, Rodela, Xaropinho, Sombra e todos os demais.

Juventude, Haddad? Que tiro no pé! Explique a eles ENEM e a greve nas federais, essas duas provas de amor à turma que você diz agora adorar. Aproveite e crie rapidinho contas em tuíter, facebook e, quem sabe?, adote hashtags e maneirismos virtuais de última hora.

Vai quê, né? Mas a real é que Haddad está CAGANDO para os jovens (sim, palavra de baixo calão, mas ruim mesmo é gestão pública de baixo calão).

compartilhe

Tópicos ,

4 Comentários

  1. Swimmingintherain4 de junho de 2012 às 22:41

    Concordo com tudo o que disseste por ser simplesmente a verdade. Mas, no tocante à questão puramente eleitoral e a seus desdobramentos propagandísticos, acho que cometes um erro: tu subestimas o nível da burrice do eleitor e da lerdeza covarde do PSDB. Achas mesmo que a propaganda mentirosa mas bem-feita do mesmo publicitário que fez a campanha presidencial do PT (que pôs o PSDB contra a parede com todas aquelas vagabundagens sobre as privatizações, sem que jamais esse partido tenha esboçado pelo menos uma imitação de defesa) não convencerá muita gente – muitos JOVENS, e lembremos que a maioria dos jovens adora se dizer de esquerda – de que nunca antes na história deste país houve um ministro da educação como o Haddah? Não sei se o publicitário do Serra será o mesmo das eleições presidenciais. Torçamos para que não: sempre sobrará a esperança de uma campanha que tenha a coragem de enfrentar as mentiras e a ufania barata que o Lula e o PT despejarão sem o menor pejo no horário eleitoral.

    (Gravz: Não é BEM por aí, né? Dar um aplique em escala nacional é menos complicado, porque joga-se com informações fáceis num país de dimensões continentais. Sobre São Paulo, não poderão fazer o mesmo, tanto que a tática é outra)

  2. Airton4 de junho de 2012 às 17:56

    O Lula deve achar que ainda uma grande massa de eleitores que votem num rostinho bonito ( palavras do Lula ) e que com isso tudo será esquecido ou secundário.

  3. Filipe Lima4 de junho de 2012 às 03:48

    Acho que você chegou no x da questão aqui:
    “… Agora, resta rezar para que ninguém espalhe à rapaziada que esse cara é o mesmo que cuidava do ENEM. E das faculdades federais agora em greve.”

    Tá fudido esse aí.

  4. R.4 de junho de 2012 às 02:25

    Se o CEFET/RJ ainda hoje é CEFET, e não UTF, foi porque este ser pressionou a Direção Geral e o Conselho Diretor para virar IFET. Nós recusamos, seria uma espécie de downgrade na nossa estrutura. Resultado? CEFET/RJ praticamente não recebe melhorias, tá com a infra-estrutura carecendo de serviços, os professores (que estão em greve!) tão tendo que dar conta de turmas enormes por falta de quadro docente que supra a demanda dos alunos… enfim, está uma piada. O ensino continua ótimo, mas não por causa do Haddad, e sim por causa da história do próprio Centro.

    Ficarei surpreso se ele sair dos 3%!

Publicidade

Enquete

Quem você acha que Lula indicaria hoje para o STF?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade