Implicante

/ Blog

19 de setembro de 2011

Haddad: Ministro reprovado pode ser prefeito?

white 15 Haddad: Ministro reprovado pode ser prefeito?Kindle

haddad Lula Haddad: Ministro reprovado pode ser prefeito?

O ministro Fernando Haddad é um triste exemplo de como as coisas funcionam na gestão petista. No cargo desde metade de 2005, ele coleciona trapalhadas na área, como o vazamento das provas do ENEM, a distribuição dos livros de português e matemática que ensinam a falar e a fazer contas errado e o tal “kit gay” que chegou a ser distribuído para alunos de escolas públicas no Acre. Estima-se que tais equívocos já tenham custado aos cofres públicos R$ 200 milhões.

Com esse histórico, em um governo decente e preocupado com o futuro do país, o ministro da Educação seria forte candidato à demissão. Com uma oposição forte e atuante, o custo político de mantê-lo no cargo seria alto demais. Com uma imprensa alerta e independente, as frequentes – e justas – críticas aos inaceitáveis erros de gestão, e a consequente associação de seu nome a eles pelo eleitorado, impediriam-no de pensar em qualquer projeto político após o período no Ministério. O problema é que, salvo raras exceções, não temos nada disso no Brasil do PT, e Haddad deve ser o escolhido do partido para disputar a prefeitura da maior cidade do país no próximo ano.

Abaixo, enumeramos alguns episódios ocorridos no Ministério da Educação durante a gestão de Fernando Haddad em busca de alguma razão que o credencie a disputar a prefeitura de São Paulo. Voltamos no fim do post.

Clique nos textos para acessar os link das matérias.

fernando haddad Haddad: Ministro reprovado pode ser prefeito?

Cabe a Fernando Haddad cursar a recuperação, dependência, ou até mesmo madureza. O que não pode é, depois de fiascos ininterruptos de sua gestão, achar que tem condições de gerir uma das maiores cidades do Brasil simplesmente porque Lula assim deseja. Aliás, Lula também desejava Dilma e todos vêem aí o que está acontecendo…

compartilhe

Tópicos , ,

2 Comentários

  1. Mercedes Pacheco e Chaves Lunardelli26 de setembro de 2011 às 15:53

    Haddad é completamente inepto. Aliás os assessores do governo anterior, todos, o são. Basta ver o que acontece desde janeiro até agora. Será que há alguma chance para o povo brasileiro no cenário petista?

  2. Airton Leitão19 de setembro de 2011 às 11:54

    E quem disse que essa gente escolhe ministros e candidatos pela competência?

Publicidade
Publicidade