Blog

Isso não é manifestação, é terrorismo! Lembrando que Santiago Andrade morreu com um rojão

A esquerda acha isso razoável.

Foto: Ricardo Borges / Folhapress

A imagem diz mais que quaisquer palavras. Sabe aquela ladainha de “a manifestação começou pacífica” seguida de “um grupo de vândalos invadiu o protesto” e termina com “relatos de que a polícia se excedeu”? A esta altura, ninguém mais cai nesse conto narrativo, mas agora tudo fica ainda mais estapafúrdio.

Simplesmente estão com uma ARTILHARIA.

Aí entra a óbvia referência: em 2014, foi justamente um rojão, disparado por blackbloc, que atingiu e matou o cinegrafista Santiago Andrade, da Rede Bandeirantes

Sim, um jornalista. Tente achar algum colega de esquerda condenando essa verdadeira bateria anti-aérea nas mãos desses pacifistas. Nada. Aliás, mais fácil achar alguns culpando a polícia e relativizando ao máximo a atitude da rapaziada da foto.

E o que querem? Certamente, o confronto violento; provavelmente, um resultado trágico. Depois, caso o pior aconteça para o lado deles, a culpa é da “repressão violenta”. Caso aconteça do outro lado, aí é apenas um infortúnio, obra do acaso etc.

Enfim, isso não é manifestação, mas sim terrorismo. É preciso chamar pelo nome.

Mais Lidas

To Top