Blog

Lava Jato: delações generalizadas da Odebrecht implodem a narrativa do “Lula perseguido”

Fica impossível sustentar o “argumento”.

O plano era o seguinte: tratar a Lava Jato como persecutória, em busca do ataque a Lula e ao PT. Por mais que seja uma narrativa delirante, poderia ter lá alguma função com a militância e então começaram a reproduzi-la, com “êxito localizado”, por assim dizer.

E então surgem as delações da Odebrecht e a coisa não pára em pé. Como diz a analogia cômica: “ficaram pendurados na broxa”.

Praticamente todos os partidos atingidos, políticos das mais variadas correntes (e os sem elas, também) investigados e assim por diante. Isso torna simplesmente inviável a tese de que haveria uma perseguição a determinado partido.

Na falta disso, chegou-se a tentar uma NOVA narrativa (sim, a turma não cansa), segundo a qual o fato de tanta gente estar envolvida faz com que a responsabilidade de Lula seja menor, porquanto não foi o único etc. Bobagem. E o Estadão demoliu isso em editorial.

Por fim, e portanto, não há mais como usar a estratégia da vitimização. E isso acontecer justamente na véspera do depoimento de Lula a Sérgio Moro faz com que se tenha pouco tempo para elaborar uma nova tese.

Notícias Recentes

To Top