Implicante

/ Blog

7 de abril de 2013

PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte-coreano Kim Jong-un

white 15 PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong unKindle

Kim Jong Un PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong un

Enquanto o mundo teme a insanidade comunista (com o perdão da redundância) de Kim Jong-un, o ditador da Coréia do Norte que, em pouco mais de um ano de “governo”, ameaça a humanidade com nova guerra nuclear, organizações de esquerda capitaneadas pelo Partido-chefe, o PT, declaram apoio ao totalitário.

Kim Jong-un subiu ao poder substituindo monasticamente seu (provável) pai, Kim Jong-il, que, ao enfiar o pé na jaca em dezembro de 2011, também foi “homenageado” como “patriota” e promotor das “causas da reunificação coreana, da paz e da amizade e da solidariedade entre os povos” (sic) pelo PCdoB, com a típica subscrição bonitinha e puro amor do PT, apenas aquele partidinho que governa o Brasil.

kim jong un peace 300x168 PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong unSe você acha inverossímil vilão de desenho animado que só pensa em sair por aí destruindo coisas, você não conhece Kim Jong-un, Kim Jong-il e Kim Il-sung (eu também tive de esperar esses dois irem pro bico do corvo para descobrir que Il é “IL“, e não “segundo”, não se preocupem). O PT, o PCdoB, o MST, a CUT, a UNE, a Unegro (?!), a Unipop (?!?!), a Telesur, a TV Comunitária de Brasília, o Jornal Revolução Socialista e mais alguns órgãos que vivem de tomar nosso dinheiro à força através de impostos para laurear os maiores genocidas da historia mundial logo lançarão uma moção de apoio ao Destruidor, a Sauron, ao Esqueleto, ao Zeca Urubu e à Equipe Rocket.

Não se trata apenas de pequenos partidos parados no tempo que ninguém com QI acima de 68 leva a sério. O PT é o capitão da frota, apenas sendo uma carinha mais simpática para angariar votos de “progressistas” que nunca leram suas atas, e acreditam que o partido abandonou as raízes, é agora gente boa, honesto, não acredita mais em socialismo (mesmo que em seu Congresso recente defenda escancaradamente o “socialismo petista”, whatever does it mean), é pura alegria. Apenas um partido pró-trabalhador, nada lá muito gulag e muito “luta de classes” entre Pyongyang e Washington (como se a América tivesse algo a ver com a miséria norte-coreana).

Na verdade, o projeto de poder dessas entidades, obviamente, é comum. O PT não parou de apoiar o MST e suas invasões de propriedade. Nunca declarou uma vírgula de crítica às suas aliadas na criação do Foro de São Paulo (que já expulsou a reportagem da revista VEJA, para depois se orgulhar de sua “democracia plural”) e do Fórum Social Mundial, as FARC, maior fornecedora de drogas do mundo e campeã de assassinatos e seqüestros longevos na América Latina. Nunca deixou de ser apoiado pelos mais extremistas órgãos terroristas do país (você acha que o PCC e o Comando Vermelho não declaram voto no PT? O nome do segundo diz a que veio, o primeiro já deixou seus apaniguados sem visita na cadeia com um singelo “Fica todo mundo sem visita no dia da eleição pra todo mundo votar pro Genoíno”).

Entre seus membros estão ex-guerrilheiros (terroristas) que até hoje não fizeram humanamente um pedido de desculpas por suas ações serem responsáveis pela morte de mais de 200 pessoas (muitas até antes da ditadura militar). É apoiado por órgãos como o MR-8, grupo perigosíssimo que apoiou Quércia, considera Stálin o maior democrata de todos os tempos e já fez uma estranha ameaça a Diogo Mainardi em seu jornal Hora do Povo. Como confiar em pessoas ameaçadoras que apóiam Quércia? Tire o “ameaçadoras” e você encontrará um Mino Carta, da Carta Capital, petista até a medula.

North Korea Kim Jong Il cries 234x300 PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong unLula chamou o ditador Kadafi de “meu amigo, meu irmão e líder” (ninguém pediu explicações depois de o tirano ser chutado por seu próprio povo). Dilma aumenta o comércio com a China (parte do bolo que levou a América à bancarrota em 2008) e com a Rússia, países que, há poucas semanas, assinaram um pacto comercial selado em termos de se unirem contra o capitalismo americano. O ditador misógino Mahmoud Ahmadinejad já virou herói anti-esquerda “Morumbi-Leblon” da turminha petista, com nítidos laivos racistas e ódio anti-semita. Esse mesmo ditador que pode apedrejar mulheres enquanto as “feministas” petistas se calam para não atrapalhar a eleição de Dilma, Na mesma semana, Dilma em Roma e Lula no Fórum Novos Desafios da Sociedade pediram abertamente uma “governança global” (dominada, obviamente, por seus cupinchas) para diminuir os poderes nacionais e concentrarem o poder nas mãos de seus apaniguados. Ou seja, às favas as leis locais, se dois chefes de governo de países distintos concordam em acabar com seus inimigos – o poder até jurídico deve ir todo concentrado para as mãos deles.

Perto deste rol de contribuições do PT à paz, à liberdade diante de tiranos e da livre cooperativa mundial, até Lula gravar um vídeo em apoio ao proto-ditador Nicolás Maduro na Venezuela (aquele que esqueceu de colocar o corpo de Chavez na geladeira antes de oficializá-lo como múmia, e que disse que Chávez lhe apareceu na forma de passarinho e o abençou), ou Dilma visitar Cuba sem dar um piozinho sobre direitos humanos, ou ainda Evo Moralez roubar parte da Petrobras (o que é isso, com o tanto que somos roubados ano após ano em terra natal?), Chávez e o Paraguai também nos darem calotes, o próprio PT complicar que a polícia brasileira investigue desmanche de carros na Bolívia, ou mesmo o PT receber Ahmadinejad no Brasil como um grande amigão (inclusive da UNE, aquela entidade cheia de feministas adolescentes), ou ainda Dilma torrar em uma semana em Roma o que alguém que recebe salário mínimo demoraria 40 anos para amealhar (ela que sequer cristã é, só mirando nos votos) – perto de um Kim Jong-un, tudo isso vai pro Tribunal das Pequenas Causas.

Nada disso é comentado pela imprensa – ou, quando o é, apenas é feito como uma nota de rodapé em um discurso. Um fato isolado e curioso. Aparentemente, poucos (com o perdão do eufemismo) jornalistas neste país continental estão gabaritados para brincar de ligar os pontos e perceberem um projeto de poder que há incontáveis anos vem sendo esfregado com pouca delicadeza em seus narizes.

Na típica inversão da realidade mais óbvia e factual, uma notícia no site do PCdoB afirma que a “escalada da tensão na Península Coreana” causa “preocupação com um possível conflito internacional, apesar dos pedidos reiterados por diálogo enquanto a Coreia do Sul, apoiada pelos EUA, toma medidas belicistas”. Ou seja, para o PCdoB (e o PT, e outros órgãos bonitinhos que a galera apoia apenas como tendo um passado um pouquinho mais revoltado, típica rebeldia sem causa adolescente), a tensão e os exercícios militares são feitos pela Coréia do Sul, enquanto a Coréia do Norte praticamente implora por diálogo (sic).

coreia do norte frota 300x194 PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong unNotícia bastante monga, visto que o regime totalitário da Coréia do Norte (que até hoje considera só ter um presidente eterno), desesperado para ser notado no cenário mundial com sua política fechadíssima, militarista e sua população na miséria, chega até mesmo a divulgar imagens de sua frota marítima aumentada com Photoshop (sem brincadeira).

Contra isso, tais “movimentos e partidos brasileiros que lutam contra o imperialismo belicista e pela manutenção da paz e da soberania das nações” enviaram uma carta ao embaixador da Coréia do Norte (apelidada “Coreia Popular” apenas por essas sumidades do pensamento mundial) com um misto de alarmismo, obediência quadrúpede e tom de ameaça braba.

Segundo a missiva (calma, só missiva), a “campanha de uma guerra nuclear desenvolvida pelos Estados Unidos contra a República Democrática Popular da Coreia passou dos limites e chegou à perigosa fase de combate real”. Estranhamente, como até Guga Chacra já denunciou, Kadafi e Saddam, que queriam a bomba, foram derrubados pela América. A Coréia do Norte, que até agora brada em alto e bom som que jogaria uma bomba atômica em Nova York se tivesse tal capacidade, não sofreu muito mais do que sanções econômicas que ela própria já se impõe dos americanos.

Sabe por que não veremos uma horda de vagabundos gritando que o “embargo mata”, como fizeram quando a blogueira Yoani Sánchez visitou o Brasil mês passado? Porque sequer blogueiro a Coréia do Norte permite existir. Claro que quem “passou dos limites” foram a América e a Coréia do Sul, que até agora fizeram sobrevôos de espionagem pelo território norte-coreano, enquanto a Coréia do Norte, só para comentar fatos ultra-recentes, atacou um navio militar sul-coreano matando cem pessoas sem praticamente haver retaliação.

A defesa que a Coréia do Sul monta com ajuda americana ocorre, segundo o PCdoB, “apesar de repetidos avisos da RDP da Coréia”. APESAR DE AVISOS?! Quais seriam este “avisos”?! “Hey, se vocês continuarem existindo e chegarem perto de mim, vamos jogar bombas atômicas sobre suas cabeça”s? É isso que pensam “movimentos e partidos brasileiros que lutam contra o imperialismo belicista e pela manutenção da paz e da soberania das nações”?

kim jong un watch PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong un

Coréia do Norte, melhor pais

Para esse tipo de gente, exercícios militares “são ações que servem para desafiar e provocar uma reação nunca antes vista e torna a situação intolerável”. Ou seja, não atacar (enquanto a Coréia do Norte já ataca) é um desafio, uma provocação. Inevitável que gente do porte de Kim Jong-un e seus defensores (PT, PCdoB, UNE, MST etc etc) só tenha como única opção uma “reação nunca antes vista”, admitindo que assim a situação se torna intolerável. Qual será o ineditismo da reação? Nem o Gulag, 100 milhões de mortes ou o totalitarismo mais fechado e brutal do planeta seriam coisas “nunca antes vistas” para o ideário político mais assassino e brutal que já existiu.

Mas, claro, são a Coréia do Sul e seus parceiros locais (bem, até o Brasil importa Hyundai) que “ameaçam a paz no mundo e da região”. Qualquer produto coreano (ou seja, sul-coreano) ameaça a paz no mundo. Contra isso, só resta à esquerda “anti-belicista” pregar o que sempre pregou: mais controle estatal e centralização de poder nas mãos dos burocratas comandantes, obrigando a população a andar de joelhos e trabalhar como escrava para satisfazer os desejos dos “representantes de classe” no poder. A mesma Coréia do Sul que colocou a primeira mulher presidente na península coreana, depois de, em 1978, o PIB da Coréia do Sul ser quase quatro vezes maior que o do Norte (ao invés de retórica para se manter no poder, melhoria da vida da população). Hoje, apenas duas décadas de democratização e liberalismo depois, o PIB da Coréia do Norte corresponde a apenas 3,1% do da Coréia do Sul. Alguém espera que alguma mulher se torne presidente da Coréia do Norte um dia? Nem a esquerda brasileira e o PT: estão se lixando pra isso, desde que se mantenham no poder.

Kim Jong Un ready for war 283x300 PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong unOu, na linguagem macaqueada e eufemística (ou nem tanto) do PCdoB, garantir “nosso [deles] total, irrestrito e absoluto apoio e solidariedade à luta do povo coreano para defender a soberania e a dignidade nacional do país”. Humm. Que tal enviarmos todos (o apoio não é “total” e “absoluto”?) os militantes desses partidos para lutarem na Coréia do Norte agora? Até aceito que meus impostos paguem a passagem. Já pagam um monte de inutilidades, concentração de poder e corrupção, mesmo.

São eles que dizem coisas como “Lutaremos para que o mundo se mobilize para que os Estados Unidos e Coréia do Sul devem cessar imediatamente os exercícios de guerra nuclear”, afinal. Embora um lapsus linguae aí deixe escapar uma terceirização: “lutarão” para que o mundo se mobilize, não lutarão eles próprios. Pelo visto, o apoio “total, irrestrito e absoluto” não inclui ir pro front. Droga.

Os totalitários se gabam da condição de “conscientes de estarmos contribuindo e promovendo um ato de fé revolucionária pela paz mundial”, seja lá o que for estar consciente de promover um ato de fé (algo como saber que se está acreditando no absurdo, mas estar feliz por isso lhes garantir mais poder).

Lembremo-nos: além da assinatura do próprio PT (a face bonitinha engana-quem-consegue do totalitarismo brasileiro), o arrazoado está no site do partido de Aldo Rebelo, que já foi presidente da Câmara dos Deputados entre 2005 e 2007, se tornando o primeiro comunista (ou o primeiro comunista linha-dura) a assumir os deveres de presidência da República brasileira em novembro de 2006. Também é atual deputado federal, alçado a ministro dos Esportes (imagina na Copa). Também é o partido de sumidades da inteligência mundial, como Netinho de Paula e Manoela d’Ávila, além de diversos outros ministérios – até Maria do Rosário começou no PCdoB, e está na Secretaria de Direitos Humanos, mesmo tendo sido de um partido defensor dessas atrocidades! E vocês aí mimimizando por causa do Feliciano…

Também subscrevem a missiva PSB, Cebrapaz, CUT, MST, MDD, UJS, UNE, Unegro, Unipop, CDRI, CDR/DF, MPS, CMP, CPB, Telesur, TV Comunitária de Brasília, Jornal Revolução Socialista. Tutti buona gente.

Essas pessoas, que “acreditam muito no socialismo” e estão “batalhando para atingir o socialismo”, não se furtam a chamar de “democrática” uma Coréia que tem como presidentes apenas o filho e o neto do primeiro ditador.

Se Mao Zedong, responsável pela morte de 70 milhões de pessoas (pouco menos da metade da população do Brasil) declarava no artigo 2.º da Constituição da República Popular da China de 1978 que “a ideologia norteadora da República Popular da China é o marxismo-leninismo-pensamento de Mao Zedong”, na Coréia do Norte, Kim Il-sung era descrito mais modestamente como “superior a Cristo em amor, superior a Buda em benevolência, superior a Confúcio em virtude e superior a Maomé em justiça”.

kim jong un cartman 190x300 PT e partidos de esquerda declaram apoio a ditador norte coreano Kim Jong unEnquanto os totalitários norte-coreanos e seus cupinchas do PT, PCdoB e derivados “lutam contra o imperialismo belicista”, a Coréia do Sul, abrindo sua economia e se livrando da corrupção na década de 80,  tem IDH, cada vez mais alto – já é maior dp que o da Dinamarca e se situa quase encostado no da Islândia e de Hong Kong, passando pesos pesados como Israel, Bélgica, Áustria, França, Eslovênia (que soube enriquecer rapidamente aplicando princípios liberais com o desmantelamento da Cortina de Ferro) e Finlândia. Seu sistema educacional é o melhor do mundo. É a diferença fundamental entre esquerda e direita: como disse @PabloR1_, alegria de um socialista é a luta de classes. A alegria de um capitalista é a prosperidade de uma sociedade. E ainda leva a fama de cruel.

Os norte-coreanos, absolutamente proibidos de deixar o país (você já ouviu falar de algum?), que têm a “soberania das nações” defendida pelo PT, vivem sem luz á noite e nem nos esportes, alegria de todos os totalitários, teve alguma felicidade (o próprio Kim Jong-il tratou de mandar ao espancamento o seu time de futebol).

O socialismo juche dos Kim, contrário ao socialismo baath de, por exemplo, Saddam Hussein. prega uma pureza racial nos moldes nazistas. Os mitos sobre sua pessoa que são passados à população são um show de criatividade: as cartilhas do governo dizem que Kim Jong-il não produz urina ou fezes. Seu nascimento teria sido “sobrenatural”, com uma nova estrela e um arco-íris duplo o “anunciando”, além de um iceberg falante. As estações do ano também teriam repentinamente mudado de inverno para primavera (também não entendi se o iceberg sobreviveu). Toma essa, Moisés.

Para quem acredita que é apenas um capricho um pouco antiquado do PT, mais ou menos como aquele seu tio-avô que só usa paletó com abotoadura, urge lembrar que a situação só não é crítica porque o Brasil ainda não significa nada além de um país exótico ascendendo economicamente no cenário internacional.

Ficam algumas perguntas: o PT apoia a democracia capitalista, ou só discursa bonito em Davos e é elogiado, para na mesma semana ir ao Fórum social Mundial e também sair ovacionado? O PT ficaria do lado da Coréia do Sul e do mundo civilizado num possível conflito com a Coréia do Norte, ou ajudaria de todas as formas possíveis o ditador mais bizarro do planeta? O PT, assim como esses neo-socialistas, nega o Holocausto? (o Gulag já sabemos que, na melhor das hipóteses, ignora)

O PT é esse totalitarismo, e o perigo só não é maior por falta de capacidade. A humanidade nunca esteve tão ameaçada desde a crise dos mísseis provocada por Fidel Castro. E o PT está do lado do hecatombe nuclear.

compartilhe

Tópicos , , , , , , , , , , ,

118 Comentários

  1. ricky21 de abril de 2013 às 18:05

    Flávio, veja isso eme diga o que você acha: https://www.youtube.com/watch?v=Y4p6MvwpUeo

  2. alexandre16 de abril de 2013 às 09:43

    Vc só enrola e não contesta meus argumentos. Contestei sua teoria do “mal menor”, mostrei as incoerência de liberais no poder, as incoerência do ícone liberal(Thatcher) apoiar uma ditadura e sua responda é : vai estudar ! Tá bom, vou estudar mas antes bem que vc podia parar de enrolar e contestar de maneira clara aos meus argumentos.

    • Flávio Morgenstern20 de abril de 2013 às 15:06Autor

      Que argumentos, menino? Você não sabe nem quem é Bastiat e acha que “criticou os liberais”, é como eu criticar a esquerda só conhecendo o Paulo Henrique Amorim.

  3. alexandre15 de abril de 2013 às 10:10

    Vcs liberais são uma comédia. Hj sai uma reportagem sobre o Paraguai pós-Lugo e deparo com a seguinte informação. Pela primeira vez em oito anos o país terá déficit fiscal. E as despesas com pessoal e custeio aumentaram 34% no governo Federico Franco (do Partido Liberal e ídolo de vcs por liderar a derrubada do “comunista” Lugo). Só estou em dúvida se essa é a maior incoerência dos liberais ou o gasto público com o funeral da ex primeira ministra Margareth Thatcher.

    • Flávio Morgenstern15 de abril de 2013 às 13:42Autor

      Mano, que que Paraguai tem a ver com liberdade de mercado?! Que que um defensor de tudo dentro do Estado, tudo para o Estado, nada fora do Estado tem a ver com… privatização para tirar as coisas do Estado e torná-lo um Estado mínimo?!?!?!?!?!?!?!?!
      Menino, você precisa estudar. MUITO.

  4. Flavio14 de abril de 2013 às 13:34

    Pra quem nunca viu, esse documentário da Vice sobre a Coreia do Norte é bizarramente hilário e esclarecedor:

    http://www.vice.com/pt_br/the-vice-guide-to-travel/vice-guide-to-north-korea-1-of-3

  5. alexandre14 de abril de 2013 às 08:08

    Hitler assumiu democraticamente e deu um golpe de estado. Allende não. E Pinochet se tornou democrático porque fez um referendo no final de sua ditadura ? A ditadura argentina acabou com uma eleição direta para presidente. A brasileira acabou com a eleição de Tancredo Neves. Várias ditaduras do Leste Europeu acabaram com eleições democráticas. Então só é ditador se o cara é derrubado por outro ? Se caiu por pressão da sociedade e por desgaste e termina com eleições ou referendos, não é mais ditador ? Nossa, nessa vc se superou !!!! Tô ficando preocupado com a USP. Está ensinando mal.

    • Flávio Morgenstern14 de abril de 2013 às 13:36Autor

      Essa foi a SUA “lógica”, alexandre (Allende também estava planejando um golpe). Não tente jogar sua burrice sobre meus ombros.

  6. alexandre13 de abril de 2013 às 20:22

    Allende é melhor do que Pinochet por uma razão simples : foi eleito democraticamente. Se ele é ruim, que saia do governo de acordo com a constituição e não através de golpe. Agora fiquei preocupado. Como vc não gosta da Dilma, vc defende um golpe para derrubá-la como foi feito contra o Allende ? O seu argumento dá margem para golpes e ditaduras. Mas vc não é contra ditaduras ? Será que te incomodo porque consigo mostrar suas tendências autoritárias que vc quer deixar na sombra ? Será que direita democrática é utopia ?

    • Flávio Morgenstern13 de abril de 2013 às 21:25Autor

      Pela mesma “lógica”, Hitler é melhor do que Allende. Aliás, Pinochet também saiu democraticamente. Você é muito júnior, cara.

  7. Dam Herzog12 de abril de 2013 às 23:07

    Flavio voce não sabe o bem que faz ao Brasil denunciando as “maracutaias, censuras a midia, corrupção , roubos, destes, petralhas, que usam a maxima: companheiro fica calado que o povo esquece. PT=Partido Totalitário

  8. alexandre11 de abril de 2013 às 19:55

    Então vc defende a ditadura chilena do Pinochet . Pelo menos vc assumiu. O problema que vc perde a moral de criticar quem elogia as ditaduras cubanas e o autoritarismo venezuelano. Para elas representam o “mal menor”. Nunca defenderei o “mal menor”. E para vc aprender um pouco sobre história, leia sobre como a Itália, Alemanha e Colômbia venceram as guerrilhas de esquerda sem cair na tentação autoritária. Isso sim que vc deveria se orgulhar.

    • Flávio Morgenstern13 de abril de 2013 às 16:10Autor

      Não, eu disse que Allende é pior do que Pinochet. Saber que comer cocô é pior do que comer meleca de nariz não faz de ninguém um apreciador de meleca. Já defender partidos que defendem as maiores ditaduras do planeta, que não lutaram contra nenhuma outra ditadura, já é coisa que só você consegue fazer.

  9. Gonçalo Osório11 de abril de 2013 às 14:58

    Mais dois para sua lista de livros recentes de História que tratam os genocidas comunistas como são, isto é, como genocidas: “Bloodlands” (no qual os genocidas comunistas andam de mãos dadas com os genocidas nazistas) e o recentissimo “Stalin´s Curse”, no qual são trucidados mais algumas lendas urbanas, tais como “na Guerra Fria ele só reagia aos EUA”. E outra coisa: não dá espaço para essa canalha comuno petista. Sugiro, respeitosamente (afinal, o espaço é teu e você faz o que bem entender) como procedem alguns outros blogueiros: publique apenas trechos desses imbecis para detoná-los em seguida, sem perder tempo argumentando. Eles são incapazes de absorver qualquer coisa que não seja ração para animal, e não estão interessados em confronto ou debate de idéias. Estão cumprindo missão e acho que ganham por linha publicada em algum lugar que não seja a esgotoesfera.

    • Flávio Morgenstern13 de abril de 2013 às 16:14Autor

      Gonçalo, é verdade, Bloodlands é fantástico, sobretudo pra ver a situação de quem ficou, literalmente, no meio do caminho (houve judeus que preferiram fugir pra perto dos nazistas, e é triste ver a história de soldados russos sendo tratados piores do que os prisioneiros de guerra que fizeram quando voltaram para a União Soviética). Às vezes é bom mostrar o que alguns pensam, só para dar certeza de que estamos certos. Mas talvez seja mesmo vantajoso cortar algumas partes que flertam perigosamente com o crime. Obrigado, e excelentes sugestões (ainda lerei Stalin’s Curse!).

  10. Bruno10 de abril de 2013 às 21:20

    É incrível que esses PeTralhas do caPeTa defendem (e muuuiito) esse país mais corruPTo do mundo, segundo a Transparência Internacional (2011), ao lado do país islâmico Somália (em guerra civil desde 1991), que por vez era regime comunista/socialista desde golpe de 1969, Mohamed Siad Barre. Desde então, a Somália está destruída: no início era guerra entre clãs e agora por radicalismo islâmico!
    Flávio, não sei como você tem paciência de responder aos delírios dos ignorantes comunistas ateus que nunca estudam gramática e a língua portuguesa, pois sabem apenas falarem inverdades, como defesa aos regimes tirânicos familiares de Cuba e da Coréia do Norte, inclusive até apoiar regimes nas quais nem a esquerda nunca fez, por exemplo, apoiar Irã (apesar de perseguirem esquerdistas, como Tudeh), ainda a Líbia do Muamar Kadáver e mais recente Síria em guerra civil.
    É esse lixo de gente que fica a “copiar e colar” que adora escrever, deviam serem criminalizadas, como Eslováquia e Hungria em anos recentes!

  11. alexandre10 de abril de 2013 às 20:23

    O que acho engraçado no Flávio é que quando morre um notório esquerdista (Hobsbawm e Niemeyer) ele manda um texto no dia seguinte metendo o pau na pessoa. A Thatcher morreu e o Flávio nem uma linha para defender o legado dela. Isso mostra o oportunismo do cara. Falar mal dá polêmica e consequentemente ibope (não tanto no caso dele mas tentou). Já falar bem não dá. E aí, às favas com as convicções liberais dele. O que importa é chamar atenção na internet ! Patético

    • Flávio Morgenstern11 de abril de 2013 às 10:02Autor

      Escrevi zilhões de linhas sobre Thatcher. E sobre Hável também. Mas como tem gente que tem como grande preocupação na vida ler o que escrevo, mas só se atém ao Implicante… ;)

  12. Victor Barbosa10 de abril de 2013 às 14:45

    Carece de fontes, é um texto bem sensacionalista, parece até que foi escrito por Diogo Mainardi, não encontrei a fonte de que o PT aprova o que esse ditador faz, falácias midiáticas como sempre

  13. Hay10 de abril de 2013 às 12:02

    O Alexandre fala da queda pacífica dos regimes do Leste Europeu, mas o que aconteceu por lá foi algo bem diferente: Os regimes implodiram. Os países já não eram exatamente prósperos. Quando a URSS foi para o vinagre, como é que os regimes comunistas poderiam se manter? Ainda mais com tantos países prósperos ali do lado.

    • Flávio Morgenstern11 de abril de 2013 às 10:00Autor

      Pra gente que apóia a esquerda, toda uma população morrer de fome é ótimo pra mostrar o índice de “igualdade de renda”.

  14. Márcio Gomes10 de abril de 2013 às 03:49

    O Rui Falcão assinou nota dizendo que o PT não subscreveu a carta de apoio.

    Colocaram a nota ao fim da notícia.

    http://www.pcdob.org.br/noticia.php?id_noticia=209943&id_secao=9

    E agora? O artigo ficará meio pesado sem a presença oficial do PT na carta.

    • Flávio Morgenstern11 de abril de 2013 às 09:58Autor

      Não tem nada de estranho no nome do PT continuar na nota, e só publicam o manifesto da assessoria do Falcão e de política externa? Tá engraçado ver o PT sambando de um lado pro outro, como faz em Davos e no FSM na mesma semana.

  15. alexandre9 de abril de 2013 às 20:35

    Votei na Marina Silva na última eleição. Ela defende o totalitarismo ? Não sabia. Agora, não admiro amiguinha de ditador chileno nem quem foi benevolente com regime racista sul africano. Isso eu posso me orgulhar. Já determinados blogueiros…..

    • Flávio Morgenstern11 de abril de 2013 às 09:55Autor

      Marina passou quanto tempo no PT? O PT apóia quantos ditadores, e sem justificativa nenhuma além de gostar de ditadura? Eu me orgulho de ser fã da Thatcher, e me orgulho de ela corretamente escolher o mal menor no Chile. Não é o caso de todo mundo, infelizmente.

  16. Fernando9 de abril de 2013 às 08:11

    “O PT, assim como esses neo-socialistas, nega o Holocausto? (o Gulag já sabemos que, na melhor das hipóteses, ignora)”

    Flávio, acredito que você esteja desatualizado.
    Lembra daquele vídeo que eu te mandei (foi aqui no site), onde um “guru” afirmava que o pstu e psol são partidos que trabalham para o imperialismo (você até disse que já tinha visto alguns vídeos dele e me disse que, infelizmente, esse tipo de gente existe no PT)?
    Pois bem, o guru voltou para explicar o que era o Gulag.
    Segundo ele o GULAG existia para prender fascistas, estupradores, ladrões e vândalos.

    http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2012/12/mundo-o-que-as-vitimas-do-comunismo.html

    Vale a pena você ler (principalmente para notar como essa turma abusa de falácias e sensacionalismo).
    Um texto sem fontes, sem citar de onde ele tirou as imagens e onde só há um nome de uma suposta prisioneira (fui procurar no google a tal “prisioneira” -Else Shaltis- e só achei cinco links -sendo três do site dele e dois de tumblr-).O mais curioso é que em algumas partes o autor consegue dizer, com uma riqueza de detalhes,o porque o preso foi condenado e o que ele estava fazendo, mas não consegue dizer quem era esse preso (nome).

    Vale lembrar que o mesmo site tem como link amigo um blog que apoia a ditadura norte-coreana (ou Coréia Popular, como eles gostam de dizer).

    • Flávio Morgenstern9 de abril de 2013 às 11:22Autor

      Fernando, pois é, essa turma quando descobre palavras como “Gulag”, “Lubyanka” ou “Kolyma” corre para sites medonhos extremistas para descobrir como se justificar. Igualzinho os negadores do Holocausto correm para, por exemplo, afirmar que Zyklon-B era um pesticida (sim, já vi isso, do lado de montagens horrorosas de fotos pra jurarem que mostraram Hitler andando calmamente na rua, e a elite sionista de Israel malvada e liberal o colocou do lado de mortes falsas… aliás, um discurso bem esquerdista).

      Sabendo de fato o que ambos defendem (Estado, Estado e mais Estado), não surpreende que os métodos sejam idênticos.

  17. alexandre9 de abril de 2013 às 06:50

    Está enganado sobre mim. Eu não defendo Chávez, Fidel, Pinochet. Isso me diferencia de alguns esquerdistas e da finada Margareth Thatcher. Quem preza pela liberdade não defende e nem usa jogos de linguagem para justificar uma ditadura ( como por exemplo ” ela defendia um regime autoritário contra um totalitário”, “o golpe de 64 foi para evitar um mal maior” e outras ladainhas golpistas e ditatoriais). Hipocrisia tem limites.
    E mais um ponto nobre da biografia da “defensora da liberdade” Margareth Thatcher : tinha um filho que fazia negócios com o regime racista da África do Sul e ela foi contra sanções ao governo daquele país na época do Apartheid. É, Flávio, vc e alguns esquerdistas tem mais em comum do que vcs imaginam !!!

    • Flávio Morgenstern9 de abril de 2013 às 11:14Autor

      “Eu não defendo totalitarismo, só voto em quem defende, sem motivo algum” – então limpe bem a boca pra falar um A sobre Maggie, apoiadorzinho de totalitarismo.

    • Hay10 de abril de 2013 às 10:53

      O que VOCÊ faria no lugar da Tatcher, Alexandre? Sei que você deve ainda imaginar que Allende era algum salvador da pátria. O fato é que Allende também era um ditador facínora. Só não teve tempo de matar tantos quanto qualquer outro ditador comunista de merda. A economia ele já estava destruindo (apesar de que tem quem diga que foi tudo culpa da CIA, como sempre). Eu, no lugar de Tatcher, não faria nada. Deixaria o pau comer e diria “não é meu problema, desde que não venham me encher o saco”. Mas se a Tatcher tivesse feito isso você estaria aí chorando e dizendo que ela não se preocupou com os outros países, só quis saber da Inglaterra.

    • Thiago11 de abril de 2013 às 02:49

      Alexandre…

      “Hipocrisia tem limites.” … você deveria praticar isso mais vezes então! Ficar defendendo o PT é de uma hipocrisia sem tamanho…

  18. alexandre8 de abril de 2013 às 23:53

    Nos seus artigos, os regimes ditatoriais de direita são sempre “inofensivos”. Agora insinua que o regime de Pinochet não foi tão brutal assim porque caiu por causa de um referendo. Se for assim o seu parâmetro de brutalidade, o Leste Europeu não foi tão brutal assim. O único regime que caiu com violência foi a da Romênia. Em todos os outros, não teve reação do governo. Mas como não me pauto por isso, todos os regimes (de Pinochet ao do Leste Europeu) foram brutais. Só acho uma hipocrisia chamar a Thatcher de “defensora da liberdade” quando ela foi amiga pessoal do Pinochet e que ainda foi contra sanções ao regime apartheid sul africano.

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 23:57Autor

      Eu disse que ela defendeu um regime autoritário contra um totalitário. Você e todo mundo em quem você vota preferem os totalitários eternos que nunca sairão do poder. Vocês odeiam a liberdade das pessoas, só querem poder e mais poder sobre elas.

  19. Gustavo BNG8 de abril de 2013 às 20:50

    Flávio, você sabe que o PT financia ativistas de Internet, né? É certo que muitos dos comunistas que comentam aqui são pagos pra isso.
    Deus te abençoe!

  20. Claudio Sampaio8 de abril de 2013 às 19:43

    Muito bom o texto , agora precisamos de uma maneira de divulgar isso para o maior número de pessoas possível .

  21. alexandre8 de abril de 2013 às 19:41

    O PT apoiou a Coreia do Norte nesse atual embate com os EUA e Coreia do Sul ? Não sei nada disso. O que sei é que a sua “musa” Margareth Thatcher era amiga pessoal do Pinochet. E aí, vai negar ?

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 23:05Autor

      Não sabe porque está mal informado. E Thatcher apoiou um regime autoritário contra um totalitário (a ponto de o autoritário sair do poder no voto, e olha que foi uma decisão apertada). Conhece brutalidade que acaba assim? Nem eu. Muito menos nos regimes que seus políticos preferidos defendem, com escalas de mortes multiplicadas por mil (ou mais). E aí, vai negar?

  22. marcus8 de abril de 2013 às 16:46

    Mas isso não é tanto exagero quanto ao dos que pensam que legalizando o casamento gay isso pode “acabar com a família”?

  23. Gerson Cereda8 de abril de 2013 às 16:08

    QUANTA BESTEIRA !!! HAHAHAHAHAHA !!!!!!!!!!!

  24. menina 228 de abril de 2013 às 16:06

    Chegou a hora da população de uma vez por todas acordar e fazer valer aquele documento chamado titulo de eleitos,porque na tv e tudo lindo ,no partido tudo perfeito, para o eleitor e só fumada..Chega se for assim eu rasgo o meu e nao há lei que me impeça de fazer isso!!!

  25. Allein8 de abril de 2013 às 15:57

    PT foi o único partido, que apesar das críticas levou alunos à universiadade, não desfez o que FHC havia dado inicio, e, graças a origem, o PT apesar do Brasil ser um país mergulahado no feudalismo, no paternalismo de Getulio etc, temos ótimas universidades, grandes Institutos de Pesquisas, somos membro do GPS Galileo desde 2003. O que falta aos brasileiros e respeito pelo seu semelhante, pois enquanto uns comem caviar outros passavem fome. Não podemos comparar o bruxo da Corez do Norte nem Fidel Castro ao regime que governa o país, e o dia que o maldito psdb e Pc do B e outro pppps, ai sim, os contra o PT sabem que um pais é feito de povo, para o povo e pelo povo.
    Stark wie in Deutschland.

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 16:33Autor

      Notem bem o fim.

    • Simone Zanella8 de abril de 2013 às 17:39

      a que custo??? baixou o nivel de todas as escolas, passando todo mundo, fazendo os supletivos ridiculos e criando as cotas… pronto…

      Tu acha que toda a população da Coréia, China e Cuba comem caviar… kkkkkkkkk

    • Roberto8 de abril de 2013 às 17:44

      Voce quis dizer “Stark wie Kruppstahl”?
      Já vi e ouvi um discurso assim em algum lugar, em preto e branco…

    • Roberto8 de abril de 2013 às 17:56

      Opss: discurso errado. Sorry! Eis o correto:

      “In unseren Augen muss der deutsche Junge der Zukunft schlank und rank sein, flink wie Windhunde, zäh wie Leder und hart wie Kruppstahl.”

    • bruno9 de abril de 2013 às 10:07

      mais um imbecil que não possui bom-senso e capacidade própria para escrever suas próprias idéias e copia textos de cartilhas comunistas e outras bobagens.olha o nível do comentário da criança.

    • Lala10 de abril de 2013 às 15:06

      Se o PT e tao bom assim como voce fala, porque os politicos andam comendo caviar e a populacao brasileira, que paga seus impostos nao podem comer tomate? Uma pessoa que vem aqui defender um partido tao corrupto tem que ter uma mente comrrupida. Se voce nao cossegue enxergar que quem estar comendo caviar e com o dinheiro do contribuinte o que e pior nao se pode levar nada a serio do voce fala.

  26. REVOLUCIONÁRIO8 de abril de 2013 às 15:06

    É TÃO IMBECIL QUE NÃO SABE QUE QUE A CORÉIA DO SUL VIOLA O TRATADO DE ARMISTÍCIO DESDE O FIM DA GUERRA EM 1953, AONDE O PARÁGRAFO 60 PREVIA A RETIRADA DE TODAS AS TROPAS ESTRANGEIRAS DA PENÍNSULA DA CORÉIA. A CORÉIA DO SUL MANTÉM BASES MILITARES DOS EUA EM SEU TERRITÓRIO, ALÉM DE FAZER EXERCÍCIOS MILITARES COM ELES DESDE O FIM DA GUERRA VIOLANDO O TRATADO E É A CORÉIA DO NORTE QUE CRIA A “TENSÃO” ????? VC VOMITA MERDA DEMAIS GAROTO DA JUVENTUDE DO PSDB.

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 15:12Autor

      Tão aí as palavras megafonadas de um Revolucionário.

    • bruno9 de abril de 2013 às 10:12

      a coréia do sul é um dos tigres asiáticos,uma das maiores rendas per capita,sede de empresas de tecnologia de ponta como a lg e a samsung,analfabetismo zero,possui uma das maiores industrias navais,e a coreia do norte é governada por monarquia comunista a mais de 60 anos e escraviza seu próprio povo.que mais revolucionário de botequim?

  27. Mauro B.8 de abril de 2013 às 13:47

    Gostei do texto. Me amarrei nessa tomada: “alegria de um socialista é a luta de classes. A alegria de um capitalista é a prosperidade de uma sociedade.” Haha. Boa essa.

  28. wagner8 de abril de 2013 às 13:15

    “moro, num pais tropical, abençoado por deus, e administrado pelo ca-P.e-T.a

  29. Isabel8 de abril de 2013 às 12:01

    Ótimo texto! Precisamos de gente como você, que tenha coragem para dizer as verdades. Toda vez que publico alguma coisa contra o PT na internet, algum petista aparece pra tentar me intimidar. Eles são extremamente agressivos; já que não há argumento apelam pra grosseria. Não adianta discutir com eles, pois o petismo é uma seita que cega as pessoas, elas não ligam para fatos concretos, apenas para a ideologia de suas cabeças ocas.

  30. Danilo Angeloni8 de abril de 2013 às 12:00

    “órgãos que vivem de tomar nosso dinheiro à força através de impostos para laurear os maiores genocidas da historia mundial logo lançarão uma moção de apoio ao Destruidor, a Sauron, ao Esqueleto, ao Zeca Urubu e à Equipe Rocket.”

    Ri litros…
    Texto genial. Parabéns!

    • Thiago9 de abril de 2013 às 03:51

      Eu tive que parar de ler para poder rir durante uns 15 minutos dessa parte e depois continuar com o texto…

      Essas tiradas são ótimas!

  31. Fernando8 de abril de 2013 às 11:15

    Parabéns pelo texto. Foi excelente msm! A cada dia vc está ficando melhor. Gosto mto quando sugere livros sobre o assunto. Seria legal vc deixar uma lista com os principais livros e tratados abordados no blog. Quase tds já estão em minha lista de leitura. Abraços!

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 11:45Autor

      Obrigado, Fernando! Quando reativar meu blog acho que farei uma sessão só pra livros indicados por temas. Sobre comunismo é fácil, pois faz parte de uma pesquisa para um livro meu que faço há alguns anos. Abraço!

      • Henrique8 de abril de 2013 às 13:31

        Opa, livro seu sobre comunismo?! Já tem previsão pra sair? Comprarei com certeza, não conheço ninguém por aqui com mais propriedade pra tratar do assunto.

        Texto excelente como sempre, infelizmente eu sei que são poucos os convencidos pela razão; o polilogismo continua em voga apesar de ser uma falácia tão óbvia além de autorefutável.

        Isso me lembrou do Albert Nock, já leu sua autobiografia?

        • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 14:39Autor

          Não li, Henrique. Mas não sei como será esse livro ainda, fique de olho que logo terá novidades. :)

          • Henrique8 de abril de 2013 às 18:47

            O estilo do Nock é a sua cara, Flávio, tenho certeza que ia gostar muito.

            Estou sempre de olho aqui aguardando novidades!

          • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 23:04Autor

            Henrique, li coisas do Nock mais relativas ao Direito e à Economia (ele é considerado o “pessimista” mais catastrofista por Rothbard, que deixa meu guru espiritual H> L. Mencken, como o pessimista mais cáustico). Mas essa auto-biografia dele é nova pra mim, pesquisarei. :)

          • Henrique9 de abril de 2013 às 02:26

            Realmente ele tem um tom bem pessimista, mas não sem muita razão. Conhecer a verdade e ver o mundo seguir os caminhos que você mais abomina deve ter esse efeito mesmo.
            Talvez ler Nock e olhar em retrospecto a história dê certa esperança que as coisas não vão seguir um rumo tão sombrio quanto aparentam; as vezes por isso gostei tanto, vai saber. ;)

          • Flávio Morgenstern9 de abril de 2013 às 11:13Autor

            Henrique, não sei, mas a crítica do Rothbard a ele serve a mim. Rothbard é “pessimista no curto prazo, otimista no longo prazo”. Eu tenho medo de que no longo prazo só consiga ver uma catástrofe nuclear ou algo pior…

  32. Hermes Santana8 de abril de 2013 às 11:04

    A ideia de mandar os militantes do Brasil para o front coreano,eh otima.

  33. Hermes Santana8 de abril de 2013 às 11:02

    Um texto demolidor. Sinto vergonha por alguns dos comentarios.Nao eh possivel que exista gente tao ignorante.Elogiam ditadores sanguinarios, querendo acabar com a maior democracia do ocidente.Haja insanidade.

  34. Artur Scalassara8 de abril de 2013 às 08:51

    NA MINHA OPINIÃO:

    Flávio, pelo que li nos seus comentário, você realmente é uma pessoa culta, leu várias obras e sabe fundamentar muito bem…

    Porém, no texto, acabou pecando pela informalidade adotada, juntamente com o excesso de expressões que acabaram transformando um assunto, que de inicio deveria ser tratado com seriedade, em uma piada.

    Não faço parte de nenhum partido brasileiro, há muito tempo eles perderam a identidade, agora não se pode mais dizer quais são de esquerda ou direita, as causas, motivos e crenças todas se tornaram irrelevante após se assumir o governo.

    Porém, o fato de uma parcela do partido dizer ser a favor ou não do ditador, não quer dizer que o partido inteiro apoie. São inúmeros os membros que são contra, membros que o partido não correrá o risco de perder, especialmente estando tão perto das eleições. Assim peço que evite generalizar ou mesmo afirmar algo que não possa, e não vá, a vir se concretizar.

    Tirando esses fatos o texto é bom, tendencioso e informal, mas interessante e tratou com uma abordagem diferenciada um tema que já virou corriqueiro.

    Parabéns e boa sorte.

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 11:53Autor

      Artur, assim como você deixou sua opinião, e não uma notícia, também fiz um artigo (a notícia é só o título). Não serei formal com comunistas (até os nazistas mataram menos, por que deveria respeitá-los?). Ademais, sequer muito informal fui (ou cartilha do governo norte-coreano dizendo que Kim Jong-il não tira água do joelho e nem matricula a molecada na natação é exemplo de “formalidade”? cf. Archie Brown, Ascensão e Queda do Comunismo. São Paulo: Editora Record, 2011. p. 395). Não afirmei que “petistas” estão a favor de Kim Jong-un, e sim que o PT ASSINOU uma moção de apoio entregue ao embaixador. Isso é um fato, não uma “generalização”. O Partido assinou e pronto. Apoiar tal partido é apoiar um partido que apóia Kadafi, Ahmadinejad, Fidel, Kim Jong-un etc. E sim, sempre serei “tendencioso”: minha tendência é odiar tiranos. Não sou “imparcial” ou “isento”: primeiro, porque isso é impossível; segundo, porque seria indesejável, e não há “isenção” entre a guerra nuclear ou a paz.

  35. Roberto8 de abril de 2013 às 07:27

    Estou pensando em lançar uma campanha para financiar as viagens da companheirada do PCdoB, UNE e outros parasit… opss, militantes, fãs da Internacional, para defender o paraíso norte-coreano in-loco…

  36. Pedro Paulo Dalbianco8 de abril de 2013 às 01:18

    quanta besteira dios mio

  37. Gabriella Arruda8 de abril de 2013 às 00:26

    Isso é verdade ou mentira???
    Não invente moda, se você for escrever uma notícia, seja culto, utilize uma linguagem formal.
    Além disso, no seu texto é tratado um assunto sério, portanto, não banalize-o.

    Estas são somente dicas para tornar o seu texto mais confiável.

    Se fui grossa, desculpe-me..
    Boa noite.

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 00:33Autor

      Formal com ditadores e seus cupinchas? Não, eu prefiro lhes dar um chute nas nozes bem dado. E com o tanto de links aqui você acha que é “pouco confiável”?

      • Djoni Paul8 de abril de 2013 às 16:26

        Quase todos os links são de blogs, trazendo uma opinião pessoal sobre os fatos… devo confiar no texto simplismente por ser a sua opinião?

        • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 16:34Autor

          Não, deve confiar porque estou certo e tenho as fontes mais substanciais.

          • kidjapa9 de abril de 2013 às 12:56

            Então poderia colocar as fontes substanciais para que nós possamos ler-las. Apesar de que os hyperlinks que você insere em toda a extensão do artigo tem fontes confiáveis. Mas se você diz ter fontes mais substanciais…

          • Flávio Morgenstern9 de abril de 2013 às 13:06Autor

            Não entendi, você me pede fontes confiáveis, e afirma que os links que dei já as têm?

    • Eduardo8 de abril de 2013 às 07:47

      A petralhada e os comunas piram na verdade, mesmo que ela venha de forma cômica, ou “literária”.
      Muito bom Flávio.

    • bruno8 de abril de 2013 às 12:42

      é uma das financiadas pela patrulha petralha para vomitar bobagens aqui.

    • bruno8 de abril de 2013 às 12:50

      escreva melhor,querida petralha.

  38. Marc...8 de abril de 2013 às 00:19

    Muito bom, só seria melhor se o Flávio fosse libertário.

  39. Leonardo7 de abril de 2013 às 23:34

    A coreia do norte deve estar em outra galaxia ou a insanidade chegou a niveis alarmantes por que não possivel passar tanta propaganda enganosa para o mundo.

  40. Alexandre Silveira de Amorim7 de abril de 2013 às 22:58

    Mais um blog criado por uma criança de 15 anos, que se revolta com os avanços dos país que foram graças ao PT, e dá xilique na internet.
    É desses que odeiam a esquerda, que diz que o nazismo é de esquerda, que defende a ditadura militar.

    Vá ler história, exclua esse blog, e vá ser feliz.

    • Flávio Morgenstern8 de abril de 2013 às 00:08Autor

      Falando em ler História, recomendo livros como Arquipélago Gulag (Solzhenitsyn), Gulag: Uma História (Anne Applebaum), Os Ditadores (Paul Johnson), Ascensão e Queda do Comunismo (Archie Brown, tem resenha minha no Amálgama: http://www.amalgama.blog.br/02/2012/ascensao-e-queda-do-comunismo-archie-brown/), Os Sete Chefes do Império Soviético (Dmitri Volkogonov), Mao: A História Desconhecida (Jung Chang e Jon Halliday), Stálin: a corte do czar vermelho (Roy e Zhores Medvedev), Soviet Hypocrisy and Western Gullibility (Vladimir Bukovsky) e, já que estamos falando em Coréia do Norte, Fuga do Campo 14 (Blaine Harden). Bons estudos e seja feliz também!

    • Marcos Jr.8 de abril de 2013 às 00:26

      Pelo jeito temos alguém que acredita piamente que o Brasil foi descoberto em 01/01/2003 e que o Lula foi nosso Pedro Álvares Cabral (o Dirça foi Pero Vaz de Caminha)…

    • Jonny10 de abril de 2013 às 09:18

      Caro (…), você sabe o que quer dizer nazismo?

      Nazismo significa Nacional SOCIALISMOOOOOOO!!!!

      Socialismo?

      Sabe aquela coisa de esquerda que vocês tanto defendem?

      Dilma: “Sou socialista!”.

      Socialismo até onde sei sempre foi de esquerda, Hitler era seu “conterraneo”, seu amiguinho de ideologia o imbecil! Você nem tem idéia do que defende, (…) e se envergonha mostrando que é você quem não conhece história e é a criança de 15… não, 15 não, no máximo 6 anos pra ficar vomitando os contos de fada do PT como se fossem realidade.

      Mas não chore, tenho certeza que no natal Papai Noel (ele é vermelho, olha que alegria) vai te trazer um ditador novinho pra te dar ordens e você obedecer como o capachinho que é!

  41. Allan Alberto Oliveira7 de abril de 2013 às 22:47

    Realmente este texto é o máximo da falta do que fazer. E pessoas ditas cultas ainda divulga este conteúdo em suas redes sociais. Vão pesquisar em bases sólidas e de respeito.

  42. Doutor Gori7 de abril de 2013 às 22:29

    Flávio, meu caro,

    Diz você que os 70 milhões de mortos sob o domínio de Mao equivalem a pouco menos da metade da população brasileira. Isso é verdade em termos de hoje, mas não concordo com sua conta.

    Mao, Zedong ou Tsé-Tung, morreu em 1976. O morticínio ocorreu principalmente antes do final da década de 60. Em 1970, a musiquinha da Copa do México não mente, éramos “90 milhões em ação”. Logo, considerando-se a época, o massacre atingiu algo como praticamente TODA a população brasileira.

    Abraços deste primata

    • bruno8 de abril de 2013 às 12:48

      os 70 milhões de mortos durante a maldita era do psicopata mao foram ao longo dos 27 anos de regime,através de perseguições políticas,campos de trabalho forçado,fome em massa,torturas fuzilamentos,etc.

  43. Carol7 de abril de 2013 às 22:06

    Petistas vão ficar rebolando e se (quando) a coisa pegar fogo, serão João sem Braço, como sempre foram.

    No máximo, vão se oferece para mediar a coisa, já que sabem que ninguém vai aceitar mesmo.

    O PT é tipo a Joelma do Calypso: Evangélica homofóbica que mexe a bunda para ganhar dinheiro.

  44. douglas kicke basaia7 de abril de 2013 às 21:31

    Realmente,vamos apoiar os tucanos e outros de direita que apoiam os estados unidos que jogaram bombas atomicas no japão,gas venenoso na coreia e vietnã e ate hoje busca armas de destruição em massa no iraque mas só acharam petroleo,sem falar na morte de che guevara e boicote a cuba

    • Flávio Morgenstern7 de abril de 2013 às 21:37Autor

      Chama tucanos de direita = já sei que nunca leu uma linha sobre o que é a direita. A propósito, dê um Ctrl + F por “bloqueio” antes de falar caquinha (e leia o link). E morte do psicopata Che Guevara? Pena que não mataram antes de ele matar tantos outros (sozinho em poucos anos, matou muito mais do que a ditadura militar brasileira em 2 décadas).

      • Carlos Eduardo Machado Munhoz7 de abril de 2013 às 22:38

        Flávio, não sei como vc tem paciência de responder aos delírios de um ignorante que além de estuprar a gramática e a sintaxe sabe apenas concatenar bobagens que ouviu em algum lugar e fica “copiando e colando” sem ter a menor idéia de quanto lixo ele está escrevendo…..
        Parabéns pela paciência, e principalmente pelo texto. Excelente.

      • Celeste17 de abril de 2013 às 16:31

        So tenho aqui lhe dar os parabens!

    • Leonardo7 de abril de 2013 às 23:33

      Haja asneira !!!!!!!!!!!!!

    • Marcos Jr.8 de abril de 2013 às 00:28

      Caramba, Cuba pode comercializar com todos os países menos um e a culpa da miséria em que estão é dos EUA. Mas a propósito, os americanos não são “o mal”? Que lógica bizonha é essa?

      • Márcio Gomes10 de abril de 2013 às 04:01

        São contradições que só a esquerda estúpida entende.

        A revolução cubana argumentava que a causa do problema do país era os EUA. Agora – e desde sempre! – reclamam do embargo. Poxa! Mas o problema não era justamente o imperialismo estadunidense?

        Essa mesma esquerda era contra a ALCA, opõe-se ao neoliberalismo e ao livre comércio etc, mas reclama de não poder comercializar livremente com os EUA. Meio difícil compreender que medida é essa que eles querem na relação com o Tio Sam.

    • bruno8 de abril de 2013 às 12:45

      mais um desses tontos militantes que acreditam que cuba é o paraiso na terra e os eua são os malvados imperialistas.cabeça-oca.

  45. Lothar von Puttkamer7 de abril de 2013 às 20:40

    chorei de rir.
    mas sério. Depois que li a biografia do Hitler, do Joachim Fest fico dia a dia mais assustado. parece que a historia vai se repetindo.

  46. Joao Farias Monteiro7 de abril de 2013 às 20:10

    Esse texto é GENIAL.

  47. Rodrigo7 de abril de 2013 às 19:01

    Apenas uma correção: Kim Jong-Il morreu em 2011 (no segundo parágrafo consta 2001 – erro de digitação, provavelmente)

Publicidade

Enquete

Quem você acha que Lula indicaria hoje para o STF?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade