Blog

Sergio Moro sobre a crença em salvadores da pátria: “isso é muito infantil”

A declaração foi dada em entrevista a jornal argentino.

Foto: Gil Ferreira / Agencia Brasil

Uma das grandes falácias sobre Sergio Moro, e martelada continuamente por seus detratores, é a ideia de que seria um juiz dado a holofotes, espetaculoso ou coisa do tipo. Bobagem. No máximo, e são ocasiões pra lá de episódicas, vai a algum evento simplesmente para RECEBER HOMENAGEM (nem teria como declinar).

Nesse sentido, a entrevista que o juiz concedeu ao jornal Clarín, da Argentina, mostra sua verdadeira personalidade sóbria, e ele próprio avesso a qualquer tipo de messianismo (algo também atribuído pelos que são contrários à Lava Jato).

Vejam o seguinte trecho:

“Nós temos um problema no Brasil — não sei se isso acontece também na Argentina — de crer em salvadores da pátria. Isso é muito infantil. É preciso construir as instituições dia a dia. Acredito que exista um foco demasiado na minha pessoa, quando existe uma polícia que investiga, um Ministério Público que acusa, e no poder judiciário há outros tribunais que revisam minhas decisões. Somos todos parte de um processo” (grifamos)

Pois é.

Esse é o Sergio Moro. Sóbrio, sério, sem rompantes populistas e expressamente condenando a ideia de “salvador da pátria”, o que classifica como um problema e, mais ainda, algo infantil. Mas podem apostar que a militância ligada aos réus jamais divulgará isso.

Fonte: Veja

To Top