Blog

Zé Dirceu, preso no Mensalão e na Lava Jato, diz que é preciso “erradicar as cadeias”

É sério.

Foto: LEANDRO TAQUES/AE

Tem coisa que parece piada, mas é verdade. Esse é um caso do tipo. O petista José Dirceu foi condenado no Mensalão e, por conta disso, acabou preso. Depois, foi para o regime domiciliar, mas foi preso na Operação Lava Jato e agora está na cadeia novamente.

Pois bem: em artigo enviado para publicação na internet, ele propõe a erradicação das cadeias. Segue trecho:

“Onde tudo está errado: regime prisional e corretivo, só degradação e silêncio, crime organizado e corrupção, começando no Judiciário acabando na Execução Penal, onde a lei raramente é cumprida, 36% dos presos, ou 41%, são provisórios! Quando o mundo, todo o mundo, até os USA, caminha para substituir a pena de prisão para alternativas e pecuniárias, aumentar a progressão por trabalho, estudo e bom comportamento, separação e segregação dos condenados por antecedentes e crimes. Aqui queremos aumentar penas, punir os presos e não recuperá-los para o convívio social. Presídios sem trabalho e escolas e sem progressão penal, aumentos de penas e prisão como punição já sabemos como acaba: massacres, fugas, venda e tráfico de drogas, crime organizado dirigindo as cadeias, destruição permanente do já sucateado sistema penitenciário. Quantas cadeias e penitenciárias sobrariam numa fiscalização mínima de condições legais, de segurança e humana? Pouquíssimas. Onde estão as colônias agrícolas e industriais, os Centros de Progressão Penal, os de Detenção Provisória? É hora de mudar radicalmente, erradicar as cadeias, reconstruí-las sob novas bases e cumprir a lei de progressão, acabar com as prisões provisórias e as preventivas ilegais e abusivas.” (grifamos)

Pois é.

Notícias Recentes

To Top