Blog

A 33ª fase da Lava Jato pode ser bem preocupante para… Michel Temer!

Para isso, é preciso retomar a delação de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro

Até o momento, poucos detalhes são conhecidos da Operação Resta Um, a 33ª fase da lava Jato. Os 32 mandados estão sendo cumpridos em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás, Pernambuco e Minas Gerais. O nome, contudo, parece fazer referência direta à Queiroz Galvão, das maiores empreiteiras, a que ainda não tinha virado foco da força-tarefa paranaense. E isso pode complicar bastante a vida de Michel Temer.

Para entender o caso, é preciso lembrar da denúncia que mais se aproximou do presidente interino. De acordo com Sérgio Machado, a pedido de Temer, o então presidente da Transpetro teria conseguido propina para a campanha de Gabriel Chalita em 2012. Mas o dinheiro não teria saído da subsidiária da Petrobras, e sim de um de seus fornecedores. Qual? A Queiroz Galvão.

Temer considerou tudo uma enorme mentira. E de fato a história estava mal explica. O risco para o peemedebista, entretanto, é que a Lava Jato consiga explicá-la.

Notícias Recentes

To Top