Blog

A justiça autorizou e Dilma será ouvida como testemunha na Operação Zelotes

Depoimento será dado sobre escrito. O testemunho foi pedido por investigado por venda de Medida Provisória.

Eduardo Valadão, atualmente preso pela Zelotes, é acusado de, juntamente com outros cinco suspeitos, ter negociado decisões do CARF, conselho vinculado ao Ministério da Fazenda. Numa primeira tentativa, o réu convocou mais de 60 testemunhas. Mas foi solicitado que reduzisse a quantidade a apenas onze delas, incluindo Dilma, que, por ser presidente da República, poderá dar o testemunho por escrito.

A imprensa faz questão de ressaltar que Dilma não é alvo da investigação. O Implicante faz questão de ressaltar que ainda não é. Por acusação semelhante, Luís Cláudio da Silva, filho mais novo de Lula, complicou-se cada vez mais sempre que tentou se explicar aos investigadores. O risco de a presidente passar de testemunha a cúmplice não pode ser descartado. Principalmente em se tratando de PT.

Dilma Rousseff - devolução de imóveis

To Top