Blog

A Justiça brasileira proibiu que Ryan Lochte deixasse o Brasil, mas ele já tinha deixado

Não deu pra brasileira.

Ryan Lochte terminou sua participação nos Jogos Olímpicos com uma medalha de ouro na natação e a denúncia de que fora assaltado em uma falsa blitz quando saía de uma festa na madrugada carioca. Contudo, especula-se que tudo não passou de uma desculpa para mascarar uma farra maior vivida nos bastidores da competição.

Pela falsa comunicação de crime, a juíza Keyla Blank, do Juizado Especial do Torcedor e de Grandes Eventos, proibiu o atleta de deixar o Brasil antes que esclarecesse a situação. Mas Lochte provou ser de fato mais rápido do que a Justiça brasileira. E já estava bem longe das leis locais quando foram ao encontro do americano.

Hasta la vista, baby.

Notícias Recentes

To Top