Blog

Análise: ataque a manifestantes anti lei de imigração tornou-se aula de “narrativa”

O episódio passa a ser verdadeiro “case”.

Falamos sempre por aqui das narrativas, e são elas que determinam a forma como a esquerda e parte da mídia lidarão com determinado tema. Isso porque a missão ideológica esquerdista sempre fica acima de tudo, e isso inclui os fatos. O que aconteceu não se ajusta à nossa bandeira? Mudemos o relato do que houve.

E o episódio da bomba jogada sobre manifestantes contrários à lei de imigração segue integralmente a cartilha. Analisemos algumas das etapas e processos.

Omissão/Inversão de Fatos

A historia original, divulgada por parte da imprensa, tratava o caso da seguinte forma: um grupo xenófobo atacou imigrantes, mas por algum motivo escalafobético estes últimos é que foram detidos, mostrando que também a polícia poderia ser preconceituosa. Como se viu, e foi atestado pelo juiz da audiência de custódia, ocorreu o oposto.

Descrição exagerada de uma das partes

Todo e qualquer adversário é sempre pintado pela esquerda como extremista. Sempre. Claro que não fariam diferente e, nos posts das redes, o grupo manifestante foi tratado como fascista, nazista, entre outras coisas. “Extrema direita” foi o mais leve que publicaram. Aliás, curiosidade, já viu a imprensa tratando QUALQUER grupo (mesmo terrorista) por “extrema-esquerda”? Pois é.

Ajuste Narrativo

O caso em tela possui atributo extra: a mudança de fatos. Disseram que os imigrantes foram atacados. Mas surgiu vídeo em que um deles ataca uma bomba nos manifestantes. Dizem então que não dá para saber quem jogou bomba. Para além das imagens, também o juiz da audiência de custódia confirma que foi um deles. E vem mais desculpas: teriam reagido a ofensas ou a bomba não seria tão forte e assim por diante.

Enfim

A guerra da comunicação é sem dúvida alguma a maior delas. E esse caso é mais uma vitória dos meios alternativos, pois mesmo DEPOIS da decisão judicial ainda há versões simplesmente omitindo fatos.

To Top