Blog

Análise: vídeo de Sergio Moro arrasa a narrativa do “embate” com Lula

Ficou ruim para quem insistia nisso.

Em primeiro lugar, a estratégia de tratar Sergio Moro e Lula como “adversários” pode ser importante para determinada narrativa, mas é taticamente um grande problema: afinal, um tem altíssima popularidade e o outro, forte rejeição. O resultado prático imediato, portanto, tende a ser ruim.

Mas por que fazem? Porque precisam construir a história de que o juiz da Lava Jato “persegue” o petista, e isso faz mais sentido tratando-o como um oponente. Então, por que alguns outros partidos aderem a isso? Porque também estão enrolados e agora também a eles é interessante que tal imagem seja construída.

Provavelmente atento a isso, Moro fez um vídeo – ao qual, a esta altura, todos devem ter assistido – pedindo para que os apoiadores da Lava Jato não realizem qualquer ato em Curitiba, não façam manifestações e, sobretudo, a paz seja garantida.

Com isso, evita-se cenas de enfrentamento que EM MUITO ajudariam na historinha então elaborada. Uma tacada de mestre e, mais do que isso, também uma manifestação importante em nome da imparcialidade da justiça. Afinal, quando começam a colocar o juiz de um “lado”, a intenção é sempre péssima.

Parabéns a Sergio Moro. Aliás, grupos pró-Lava Jato entenderam o recado e não vão para Curitiba.

Se alguém não o viu, aí vai (publicado originalmente na página “Eu Moro com Ele”, mantida por Rosangela Wolf Moro):

Fonte: Facebook - Eu "MORO" com ele

To Top