Blog

Governo garante: não haverá apagão. Um dia depois: apagão em 3 estados

Governo Dilma assegura a impossibilidade de apagão. Um dia depois, cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná – por enquanto – ficam sem energia. A incompetência desse governo é patética, digna de anedota de salão.

apagada & apagão

apagada & apagão

A total incapacidade administrativa da gestão Dilma chegou ao campo da tragicomédia. Exatamente dois dias atrás, o governo bateu no peito e soltou o seguinte:

Lobão nega risco de desabastecimento de energia – Ministro tenta minimizar temores de apagão e racionamento — e afirma que o governo está trabalhando para elevar o nível dos reservatórios. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, tentou, nesta segunda-feira, minimizar as preocupações com relação ao risco de apagões ou mesmo de racionamento de energia. “Não enxergamos nenhum risco de desabastecimento de energia”, afirmou a jornalistas durante a posse dos novos ministros nesta segunda-feira, em Brasília. “O governo está trabalhando para que o nível dos reservatórios seja elevado”, disse, sem mencionar quais medidas estão sendo tomadas. A previsão de chuvas para este ano é bem menor do que foi nos últimos anos e, além disso, o Brasil tem um dos verões mais quentes das últimas décadas, o que impacta ainda mais a demanda por energia elétrica. Para escapar dos questionamentos, Lobão afirmou que a situação dos reservatórios de hidrelétricas (no patamar de 40%), atualmente, é melhor que no mesmo período do ano passado. (grifos nossos)

E hoje, como muitos podem ver (e sentir), apagão em pelo menos três estados.

Apagão afeta São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná – Incidente ocorre um dia depois da ONS divulgar níveis de consumo recorde de energia no País – Um apagão atingiu na tarde desta terça-feira (4) os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Segundo o ONS (Operandor Nacional do Sistema), o problema do fornecimento de energia, que afetou mais de um milhão de residências, teria ocorrido na linha de interligação Norte/Sudeste, derrubando o fornecimento (…) (grifos nossos)

O apagão ocorre um dia após ao órgão divulgar consumo um recorde de energia, por conta da forte onda de calor dos últimos dias, o que aumenta a demanda pelo serviço. De acordo com o ONS, na última segunda-feira (2) o consumo nacional atingiu 84.331 MW. Somente no sistema Sudeste/Centro-Oeste o recorde foi de 50.854 MW.

Estimativas da EPE (Empresa Paulista de Energia) indicam que os reservatórios no Sudeste enfrentam a pior situação desde 1953, o que aumenta o risco de racionamento.”

Detalhe para o apadrinhado de José Sarney como ministro das Minas e Energia, pasta em que Dilma fazia uma péssima gestão, antes de fazer uma péssima gestão também como presidente. Viramos piada; ou, pior, SOMOS a piada.

To Top