Blog

Apenas 3,9% das decisões de Sergio Moro são reformadas pelos tribunais superiores

Mande esse post para quem diz que o juiz “abusa” ou que suas decisões são mais políticas que jurídicas.

Sergio Moro - Foto Vanessa Carvalho - Folhapress

O juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, passou a sofrer todo tipo de ataque pela militância que defende os réus investigados e condenados. Um procedimento mais ou menos parecido com aquele imposto a Joaquim Barbosa, quando também condenou alguns “heróis” dessa turma.

Para além de todos os insultos mais generalizados, eles gostam de dizer que as decisões de Moro não teriam fundamento jurídico, mas sim puro objetivo político. Será?

Segundo levantamento divulgado pelo Estado de São Paulo, a taxa de “aprovação” das decisões do magistrado é altíssima. Os tribunais superiores reformaram, ao menos até agora, apenas 3,9% de suas decisões.

Um índice de acerto, portanto, de 96,1% junto ao TRF, STJ e STF.

E isso implode o argumento furado da militância pró-corruptos.

Mais Lidas

To Top