Blog

Após Moro enviar docs ao STF, governo recua na nomeação de Paulo Bernardo para Itaipu

O recuo acontece depois de Sergio Moro enviar ao STF documentos que citam o ex-ministro e também sua mulher (e igualmente ex-ministra) Gleisi Hoffmann

Paulo Bernardo - Gleisi Hoffmann

As coisas seguem péssimas para o “Casal 20” do PT paranaense. Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann, ambos ex-ministros de Dilma, sofreram revés político (e jurídico) há alguns dias quando o juiz Sérgio Moro determinou a remessa de documentos ao Supremo. O material teria indícios que recaem sobre os dois petistas.

Depois disso, o governo recua na nomeação de PB para a direção-geral da Itaipu Binacional. Aliás, cumpre lembrar que Vaccari, ex-tesoureiro do PT e atualmente preso também na Lava Jato, era da direção da mesma Itaipu – e só foi afastado porque ele próprio pediu, não por iniciativa da Dilma.

Sim, a coisa às vezes é ainda mais lamentável do que se imagina.

To Top