Blog

Artigo de Sérgio Moro destrói os “argumentos” contra a Lava Jato

No Estadão, o juiz dá uma aula de História e Direito. Vale conferir.

Sergio Moro - Foto Serrgio Lima Folhapress

Ao contrário do que seus detratores afirmam (e eles são mesmo contumazes nas mentiras), o juiz Sergio Moro não é midiático. Ao contrário: são raras suas aparições em vídeo e as fotos são sempre as mesmas (todos nós buscamos em bancos de imagens da internet e encontramos sempre essas). Nos veículos de grande circulação também são pouco frequentes seus artigos, o que é antes de tudo uma pena.

Mas hoje o Estadão publicou um ensaio magnífico do juiz da Lava Jato. Nele, o magistrado questiona a ideia de proibir delação premiada de quem esteja preso/detido, bem como a importância desse procedimento para desbaratar grandes esquemas de mafia.

Seguem trechos:

Preocupa a proposição de projetos de lei que, sem reflexão, buscam proibir que criminosos presos, cautelar ou definitivamente, possam confessar seus crimes e colaborar com a Justiça. A experiência histórica não recomenda essa vedação, salvo em benefício de organizações criminosas. Não há dúvida de que o êxito da Justiça contra elas depende, em muitos casos, da traição entre criminosos, do rompimento da reprovável regra do silêncio (…)

Na Operação Lava Jato, considerando os casos já julgados, é possível afirmar que foi identificado um quadro de corrupção sistêmica, em que o pagamento de propina tornou-se regra na relação entre o público e o privado. No contexto, importante aproveitar a oportunidade das revelações e da consequente indignação popular para iniciar um ciclo virtuoso, com aprovação de leis que incrementem a eficiência da Justiça e a transparência e a integridade dos contratos públicos, como as chamadas Dez Medidas contra a Corrupção apresentadas pelo Ministério Público…

A íntegra pode ser lida aqui.

Notícias Recentes

To Top