Blog

Até Dilma Rousseff reconhece que a economia melhorou após o impeachment afastá-la do cargo

Mas claro que ela teve que tirar uma casquinha das conquistas

Não que a coisa esteja a mil maravilhas. Aliás, está bem longe disso. Mas dados não faltam para provar que de fato a economia fez uma curva positiva após o processo de impeachment colocar Michel Temer na Presidência da República. Se há quem negue a mudança, esse alguém perdeu justo o aliado que acreditava proteger: Dilma Rousseff.

Em seu perfil no Twitter, a presidente afastada comentou a melhoria sem negá-la. Pelo contrário, até buscou puxar para si o mérito dos ganhos, alegando que nada disso seria conquistado após dois curtos meses de trabalhos. Bem…

Seria, sim. A saúde econômica de uma nação depende de vários fatores, entre eles confiança e credibilidade. A maior dívida pública do mundo pertence, por exemplo, ao Japão. Mesmo assim isso, não é um problema para a economia deles pois o mercado confia nos gestores de lá. Diferentemente do que acontecia quando o Brasil era presidido por Dilma Rousseff.

Michel Temer não é perfeito, mas já representa uma melhoria gritante em relação à situação que o antecedeu. Ironia do destino, só está lá por causa do votos dos mesmos petistas que agora tentam queimá-lo.

Notícias Recentes

To Top