Blog

Brasil, país da suruba: delator da Odebrecht diz que entregavam dinheiro até em “cabaré”

E todos aqui sabemos qual o verdadeiro significado da palavra.

Liza Minnelli em "Cabaret" (1972)

O Brasil é um país curioso. Recentemente, Romero Jucá falou sobre o foro privilegiado de forma não exatamente republicana. Numa espécie de ameaça ao judiciário, disse que ou serviria para todos, ou para ninguém, encaixando no raciocínio a palavra “suruba”.

Sim, o que incomodou a todos, para além da ameaça, foi a palavra.

E agora algo parecido se repete, no depoimento de um executivo da Odebrecht, Hilberto Mascarenhas, ao TSE. Pelas tantas, em suma, ele diz que lugares variados serviam para entrega de dinheiro, até mesmo um “cabaré”.

Sim, sabemos todos o que é um cabaré. Provavelmente, ainda há vergonha quanto a dizer o nome real do tipo de estabelecimento, ainda que se tenha decidido confessar o verdadeiro delito.

Até porque, para finalizar, ir a um “cabaré” não deveria ser crime – mas é isso que causa atração/estranheza no depoimento.

Fonte: Folha de SP

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

To Top