Blog

Ciclovias de Haddad já custaram mais de R$ 33 milhões – e o valor NÃO inclui as da Paulista e Amaral Gurgel

A Prefeitura se recusou a revelar o valor das ciclovias, mas foi obrigada em razão de liminar obtida em Mandado de Segurança pelo vereador Gilberto Natalini (PV).

competência em dose dupla

competência em dose dupla

Já falamos aqui do valor exorbitante das ciclovias de Fernando Haddad. Vale também lembrar que o número de usuários frequentes de bicicleta caiu em São Paulo – mesmo após a implantação dessas faixas.

Agora, o valor da farra. Seguem trechos de reportagem do G1, por Carolina Dantas, voltamos em seguida:

“O valor total gasto – incluindo projeto e implantação, até inicio de abril deste ano -, é de R$ 33.940 milhões. Neste valor, não está incluída a ciclovia da Avenida Paulista. Até essa data, segundo os documentos, a implantação das faixas exclusivas para bicicletas custou cerca de R$ 31 milhões e os projetos, R$ 2 milhões. Os números atualizados das ciclovias inauguradas nos meses seguintes não estão incluídos nesses valores totais e devem ser divulgados na primeira quinzena de julho. Como as ciclovias da Avenidas Paulista/Bernardino Campos e Amaral Gurgel/São João receberam investimentos após essa data, seus valores foram divulgados em separado: R$ 12.199 millhões e R$ 7.678 milhões, respectivamente (…) A divulgação ocorreu após o vereador Gilberto Natalini (PV) entrar com um mandado de segurança que culminou na decisão da 12ª Vara da Fazenda Pública, com a juíza Paula Micheletto Cometti. A Justiça exigiu que os números fossem divulgados. Na noite desta quinta, a Prefeitura havia informado que ainda não tinha sido notificada. Segundo o vereador, os valores já haviam sido requisitados em 17 de março, mas o pedido teria acabado sem resposta. Natalini diz ter insistido pela segunda vez, no dia 27 de maio, e novamente não obteve resposta da Prefeitura. Natalini disse suspeitar de superfaturamento nas obras das ciclovias da Avenida Paulista…” (grifos nossos)

Destaque-se a completa falta de transparência, precisando de medida judicial para que o povo saiba o quanto foi gasto nessas ciclovias, além do valor altíssimo gasto pela Prefeitura. Enquanto isso, ciclovias quase vazias e o povo espremido nos ônibus.

Por fim, informamos que defendemos a mobilidade. E a melhor mobilidade para São Paulo é mover Fernando Haddad para bem longe da Prefeitura.

To Top