Blog

Com dólar acima dos R$ 4,00, Brasil deve cair para nona maior economia do mundo

Impacto da moeda americana deve também estourar a dívida externa das empresas e pressionar índices de inflação para cima.

Se fosse apenas um “recorde” negativo, talvez até coubesse aceitar os panos quentes que o discurso governista já tenta ecoar nas redes sociais. Mas o dólar acima dos R$ 4,00 proporciona um efeito dominó em todo o país. O governo Dilma faz, assim, com que o Brasil caia da oitava para nona posição entre as maiores economias do mundo. De quebra, a dívida externa brasileira, cotada em dólar, torne-se ainda mais impagável. Só nos últimos dois meses, as empresas nacionais tiveram um acréscimo de 53,9 bilhões de reais nos seus boletos, segundo levantamento da Economática. Por fim, há toda uma pressão na própria inflação que só será sentida aos poucos, já que o mercado anda desaquecido. Mas não há muito para onde correr.

Leia também | Prévia da inflação em setembro já caminha para os 10%

Leia também | Prévia da inflação em setembro já caminha para os 10%

To Top