Blog

Com Haddad, não associaram à especulação imobiliária cem incêndios nas favelas da capital

A centena de incêndios ocorreu apenas em 2016. E o ano mal passou da metade.

O levantamento foi feito pelo Corpo de Bombeiros: com os recentes incêndios nas de Alba e do Grajaú, a capital paulista chegou ao centésimo incêndio em favelas apenas em 2016. Contudo, um antigo fenômeno não mais se observa no noticiário que cobre os acontecimentos da cidade: cadê as associações das tragédias com a especulação imobiliária?

Em 2014, quando Fernando Haddad já administrava o município, foi lançado um documentário que tentava linkar os incêndios que atingiam as regiões mais pobres de São Paulo com o interesse imobiliário nos terrenos. Mas, claro, o filme focava-se nos acontecimentos de 2012, quando Gilberto Kassab ainda era o prefeito.

De lá para cá, acabaram as especulações, mas os incêndios continuaram. Só em 2016, uma centena deles. Aquele documentário não terá interesse em fazer uma continuação? Ou isso só será possível quando Haddad já estiver bem longe da prefeitura? Ou na verdade uma coisa nunca esteve linkada à outra, as favelas de fato possuem estrutura pouco segura que inflama com facilidade, mas a esquerda explorava a tragédia alheia para chegar ao poder?

São questões.

Mais Lidas

To Top