Blog

Como se ainda vivesse no passado, Jandira Feghali declara ao TSE linha telefônica como bem

Na década de 1980, era comum declarar linha telefônica como um bem conquistado

Na década de 1980, quando as empresas telefônicas eram completamente controlados pelo governo, o brasileiro penava para conseguir uma linha telefônica. Tanto que, após meses ou anos na fila para ter direito a uma, declarava a conquista como um bem a ser repassado às futuras gerações. Mas, para máxima indignação da esquerda, que sempre foi contrária à diminuição do Estado, as privatizações da década seguinte modernizaram o setor e hoje telefone fixo chega a ser dado de brinde para outros serviços contratados pelo consumidor.

Contudo, Jandira Feghali, candidata à prefeita do Rio de Janeiro, parece viver em outra época. Na lista de bens declarados ao TSE, consta duas linhas telefônicas da Telemar, uma delas cujo valor não passa dos R$ 70,00.

jandira-feghali

Não há nada de errado em declarar uma linha telefônica. Mas não deixa de ser engraçado, uma vez que Jandira está à frente de um partido que até hoje defende um modelo que há três décadas se provou desastroso.

To Top