Blog

Contra Janaína Paschoal é “escracho”, contra Letícia Sabatella é “agressão fascista”

A esquerda é mesmo uma piada e não tem a menor vontade de ser levada a sério.

Não é novidade alguma que o esquerdismo é hipócrita a ponto de transformar-se numa anedota de salão – aqui, vale salientar, com todo respeito do mundo a Costinha, Ary Toledo e outros mestres. Mas, é verdade, o esquerdismo já virou piada, especialmente no Brasil.

Vejam o caso recente envolvendo a atriz Leticia Sabatella. Segundo a militância, houve uma “agressão fascista”. Sim, a mesma militância que não apenas fez silêncio, mas divulgou positivamente os ataques sofridos poucos dias atrás por Janaína Paschoal, advogada e uma das autoras da peça de impeachment de Dilma Rousseff.

Como sempre: pesos e medidas distintos. Já falamos aqui sobre isso.

Janaina-Paschoal---Leticia-Sabatella

Mas vamos aos fatos. Violência, antes e acima de tudo, é algo inaceitável. Ponto. Mas foi isso que aconteceu? Vejamos. Janaína foi atacada em sala de aula, no meio de seu trabalho. Também foi atacada no aeroporto. Ataques, mesmo, xingamentos agressivos. No caso de Leticia Sabatella – e vale reiterar que toda ação violenta deve ser sempre repudiada -, a coisa se deu de forma diferente. Ela foi ao local onde ocorria um protesto, algo que até as autoridades são contra (é proibido, por exemplo, fazer dois protestos de natureza distinta num mesmo local).

Há um vídeo do ocorrido:

A melhor síntese, também com imagens, foi do articulista Alexandre Borges:

Pois bem… Num caso, é “escracho”. No outro, é “agressão”.

Parem que tá ficando feio!

Leia também: Dilma usa palavrões para xingar Janaína Paschoal

Mais Lidas

To Top