Blog

Criança de 2 anos é jogada do 12º andar de prédio invadido pelo MTST

Segundo médicos, ela já estaria morta quando foi atirada. A notícia é do jornal Metro, com menção na BandNews. Tese divulgada pelo Estadão, porém, contraria até a opinião dos médicos, amenizando as coisas para os pais e o MTST.

PROTESTO MTST

É muito provável que você não tenha lido nada sobre isso, já que os grandes veículos não deram a devida repercussão. Mas a tragédia houve de fato: uma criança de 2 anos foi jogada do 12º andar de um prédio ocupado pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto).

Segue trecho da reportagem BEM CORAJOSA do jornal Metro, que não se deixou intimidar por pressões ideológicas:

“Uma criança de dois anos foi jogada do 12º andar de um prédio ocupado pelo Movimento Sem Teto no centro de São Paulo. Segundo a polícia, o menino chegou a ser levado para um pronto socorro, mas o médico que realizou o atendimento teria afirmado que ele já estava morto quando foi jogado.”

Eis que, para o Estadão, os fatos são outros e curiosamente BEM mais amenos quanto à culpa dos pais (e também responsabilidade do MTST pela invasão do prédio). Segundo o jornal, a criança “caiu” (não foi jogada). O problema é que essa hipótese contrariaria a tese do médico, de que já estivesse morta. O jornal ainda diz (em manchete) que ela teria morrido “ao cair”. Pois é…

Sem dúvida, o tragédia é séria e exige investigação maior; também sem dúvida, caso ocorresse em outro lugar ou circunstância, boa parte dos jornalistas que não deram o devido destaque – ou aderiram facilmente à tese da “queda acidental” (de uma criança já morta!) – estariam fazendo outra divulgação.

Seria o receio desses de “respingar” no movimento? Nunca saberemos. Mas é inédito um fato desse tipo ser solenemente ignorado por muitos veículos grandes e, além disso, noutros casos receber cobertura que contrarie até mesmo a opinião do médico que lá esteve.

.

Notícias Recentes

To Top