Blog

Custando R$ 15,7 milhões, musical “Maysa” tenta passar com documentos falsos na Lei Rouanet

Agora, resta ao Ministério da Cultura vetar e tomar as providências.

A malfadada Lei Rouanet precisa ser modificada. Isso é um fato incontestável; até seus beneficiários, de forma íntima e confessando aos próprios botões, sabem disso. Criado em 1991, logo no ano seguinte o dispositivo já começou a ser usado de forma fraudulenta, e assim perdura até hoje.

Chegou-se ao ponto de até o ex-titular do MinC durante o governo Dilma Rousseff também ser contrário ao sistema. E a gestão Temer já se manifestou no sentido de mudá-la.

Pois bem.

Agora, descobre-se que um musical tentou passar com documentos falsos. Não é uma produção modesta, mas sim espetáculo de R$ 15,7 milhões, sobre a saudosa cantora e compositora Maysa. E não é suspeita infundada, já que a produtora envolvida confirmou a coisa.

Resta ao Ministério da Cultura investigar e apurar tudo. Resta também mudar de vez essa lei.

Mais Lidas

To Top