Blog

Delação de Marcelo Odebrecht explicaria o abandono de Dilma por alguns petistas

Se algum militante do PT mais inocente ainda tiver esperanças de um retorno da presidente afastada, melhor tirar o cavalinho da chuva. Até porque vem por aí uma tempestade bem forte.

Dilma Rousseff - Foto Eraldo Peres AP

falamos aqui da delação do empresário Bené, ligado ao governador Fernando Pimentel (PT/MT), cuja delação atinge Dilma Rousseff como uma bomba atômica. Também falamos sobre os senadores do PT que não estariam muito empenhados para que o partido retome o poder (e um dos motivos disso).

Mas agora a delação de Marcelo Odebrecht, caso se dê nos termos adiantados pela imprensa, sepulta de vez toda e qualquer mínima expectativa de volta da petista para a Presidência da República. Se por algum milagre cósmico ela voltar, cai logo em seguida.

– É para pagar!

Segundo a revista Isto É, na matéria da capa desta semana, essa foi a frase de Dilma ao exigir os R$ 12 milhões de propina da Odebrecht. A Veja segue na mesma toada, alegando que a delação do dono da construtora tem a presidente afastada como alvo principal.

Ou seja: acabou de vez para ela. Ou seja2: aí está mais um motivo – e bem forte – para que líderes petistas comecem a pular fora da canoa.

Além da construção da narrativa eleitoral para 2018, precisam sair o quanto antes dessa barca furada para não prejudicar ainda mais as pretensões eleitorais.

Resta saber se sobrará alguém em pé.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

Notícias Recentes

To Top