Blog

Delator entregou que governador do RJ desviava verba das obras da Copa

Sérgio Cabral exigia até mesmo uma comissão fixa: 5% de propina

Benedicto Barbosa da Silva Júnior está na Odebrecht há mais de 30 anos. Segundo a apuração da Folha, o executivo está negociando um acordo de delação premiada com a Lava Jato. Nele, reforça que Sérgio Cabral cobrou da empreiteira propina pelas obras do metrô e da reforma do Maracanã para a Copa de 2014.

Segundo o delator, o ex-governador do Rio de Janeiro tinha por hábito cobrar propina em cima de 5% de tudo que passava por sua caneta. Essa informações coincidem com a mesma taxa delatada pela Andrade Gutierrez em outro acordo que também citava Cabral.

E é aqui que o buraco pode ser bem mais embaixo, uma vez que Benedicto deve entregar também a sujeira envolvendo as obras da COMPERJ, um prejuízo que já superou os R$ 30 bilhões. Qualquer porcentual de uma quantia dessas é dinheiro para muito tempo de cadeia.

Mais Lidas

To Top