Blog

Desde que Haddad se tornou prefeito, casos de dengue cresceram 8.670% em São Paulo

O número de infectados por cem mil habitantes saltou de 10 para 877 em três anos.

Os dados são da própria prefeitura de São Paulo. Os números da dengue vinham em queda desde o início da década. Era de 53/100 mil em 2010, caiu para 37,9/100 mil em 2011 e atingiu o melhor resultado em 2012, com apenas 10 casos para cada 100 mil habitantes.

Com a chegada de Fernando Haddad em 2013 à prefeitura de São Paulo, o combate à dengue sofre uma guinada e o número de casos cresce 128%, chegando a 22,8 por cem mil habitantes. Em 2014, um salto gigantesco de 1.010%, com 253,3 vítimas para cada cem mil. Com a chegada de 2015, um novo salto, dessa vez de 246%, chegando a assustadores 877 infectados para cada cem mil habitantes.

Fernando Haddad

O ano de 2015 terminou com um número de casos de dengue assustadores 8.670% maior que o do último ano da gestão Kassab.

Epidemias desse tipo são um problema nacional, mas o combate se dá em nível municipal. Um prefeito do partido da presidente da república tem todas as condições para se articular e buscar minimizar os números da tragédia. Mas a dupla Haddad & Rousseff parece ter vindo para acabar com o que sobrou de Brasil.

To Top