Blog

DESPERDÍCIOS DO PT – Parte I: a Refinaria Abreu e Lima

O que poderia ser feito com o dinheiro gasto além do orçamento neste projeto que, de R$ 4 BILHÕES, já ultrapassa os R$ 35 BILHÕES.

O Implicante inicia hoje uma série de artigos que visa elencar os 10 maiores desperdícios de dinheiro nas obras faraônicas destes 12 anos de governo petista. Tratam-se de projetos até certo ponto necessários, mas que, sob os cuidados das desastrosas gestões de Dilma e Lula, viram seus orçamentos estourarem em até algumas dezenas de vezes. A começar por um dos projetos da já não tão gigante Petrobras.

infografico

REFINARIA ABREU E LIMA

Do que se trata

Oficialmente batizada de “Refinaria do Nordeste (RNEST)”, encontra-se em construção da região metropolitana de Recife, Pernambuco. O objetivo é construir com tecnologia completamente brasileira a refinaria mais moderna do país, sendo capaz de processar 100% de Petroleo pesado produzindo combustível com teor de enxofre abaixo dos padrões internacionais mais rígidos.

Orçamento original

Quando Lula lançou o projeto em seu terceiro ano de mandato (2005), a obra estava orçada em R$ 4 bilhões.

Orçamento atual

Hoje, 9 anos após o lançamento e já próximo de sua entrega (prometida para 2014), o montante investido no projeto já chega a R$ 35,8 bilhões.

Estouro do orçamento

Em dólares, o estouro do projeto já chega a U$ 17,5 bilhões, ou quase 39 bilhões de reais. Contudo, como a cotação do dólar variou bastante no período, o Implicante considerará “apenas” o desperdício em reais, que soma R$ 31,8 bilhões. Com este montante, seria possível o país produzir:

Defesa do Governo

A Petrobras justifica a elevação dos custos ao aumento da infra-estrutura planejada e inicialmente aprovada, à alta dos preços dos serviços contratados com o aquecimento da indústria do Petróleo e à variação da taxa cambial durante o desenvolvimento da obra. Quantos aos dois primeiros itens, um projeto melhor elaborado conseguiria evitar tantas correções de rota. Já a variação cambial, por mais imprevisível que seja, soa incoerente ter tanto peso no desenvolvimento de um projeto que se orgulha de usar tecnologia exclusivamente nacional. Ou seja: paga em reais.

Mais Lidas

To Top