Blog

Dilma Bolada quando ainda falava mal de Dilma Rousseff

Num passado cada vez mais distante, criador do perfil fake se permitia severas críticas à atual presidente da nação.

Dilma Bolada você já conhece. E já não é segredo para ninguém que a pessoa por trás de seus tweets é um garoto de 23 anos chamado Jeferson Monteiro. O que poucos sabem (ou se lembram) é que criador e criatura começaram a fazer barulho na internet com um perfil de humor voltado ao ativismo gay, o @vidadegayroto. O que seria o endereço deste antigo perfil, hoje encontra-se sem qualquer conteúdo e seguindo um único usuário, o pai do fake mais famoso do país:

vidadegayroto1

 

É um passado que Jefferson tenta esconder e por isso se torna difícil qualquer acesso a ele. Mas a internet ainda guarda alguns rastros. Como, por exemplo, esta citação do próprio autor da Dilma Bolada:

vidadegayroto2

 

Ao se clicar no tweet citado por ele, link este que cita seu usuário original, chega-se hoje à seguinte tela:

vidadegayroto3

 

Os frequentadores do Twitter estão acostumados a ver fenômenos do tipo. Nesta rede em particular, é possível alterar-se o próprio nome de usuário. Em dado momento, Jefferson Monteiro preferiu transformar seu perfil de paródia em seu perfil pessoal. Isso é possível comprovar por intermédio de algumas citações ainda existentes na web:

vidadegayroto4

Webjef, assim como JefMonteiro, foram apenas outros dois nomes utilizados pelo jovem Monteiro antes de se tornar o @jeferson que hoje defende:

vidadegayroto6

 

Não há nada de errado em ter um perfil de humor, ou um perfil que milite pela causa gay. Contudo, salta aos olhos como, naquele tempo, uma das pessoas que hoje mais defende a presidente do país parecia mais livre para criticá-la:

dilma3 dilma2 dilma1

 

vidadegayroto10

 

As ofensas não ficavam apenas no Twitter. O então anônimo @vidadegayroto chegou a trabalhar a imagem da então chefe da casa civil em outras redes também:

dilma4

Clique na imagem para ampliá-la

Na coluna à direita dessa imagem, alguns dizeres fortes sobre a sua musa:

“Postaremos aqui fotos da que ilustram a nova droga que surgiu no nosso país. Vou postar imagens preventivas e de campanha contra essa droga.

(grifos nossos)

O sucesso na época foi tanto que Jefferson, mesmo ainda na condição de anônimo, ganhou mídia espontânea e chegou a concorrer a prêmios por seu trabalho:

vidadegayroto9 vidadegayroto8 vidadegayroto7

 

Alguma coisa aconteceu que Jeferson hoje não mais critica a presidente da nação, preferindo guardar todas as suas farpas aos adversários dela.

dilma6 dilma5

Até encontro físico entre paródia e parodiada já rolou, algo que foi intensa e estranhamente festejado pela mídia nacional.

dilma7

 

Num passado não muito distante, Jeferson já disse trabalhar com completa independência do Planalto. Está cada dia mais difícil de acreditar.

 

Notícias Recentes

To Top