Blog

Essa é a nova narrativa mentirosa pró-PT: a campanha eleitoral de 2014 seria “do Temer”

É mole? Diziam até ontem que “não votaram” no vice, agora colocam a campanha toda em suas costas. Chega a ser engraçado.

Essa turma é mesmo inacreditável. São simplesmente INCANSÁVEIS quando se trata de inventar alguma historinha, ela ser desmentida pelos fatos e, em seguida, contar alguma outra que NEGA a anterior. Exemplo clássico: dizer que o impeachment foi aprovado para conter a Lava Jato, daí a operação continua e ganha até força. Então, a saída de Dilma Rousseff foi para livrar Cunha. E ele sai também.

Nunca desistem de criar fábulas. Continuam o tempo todo.

A bola da vez inclui Michel Temer e as eleições de 2014. Acompanhem.

Primeiro, como se sabe, disseram que NÃO VOTARAM NO TEMER. Nada disso. Confrontados com o fato de que ele estaria lá na urna, com a cara e o nome, alegavam que o voto foi NO PROJETO (já desmentimos essa falácia de maneira inapelável, aproveitamos para recomendar que encaminhe àquele amigo petista que ainda insiste na papagaiada).

Mas, enfim, a nova narrativa é a seguinte: a campanha eleitoral de 2014 seria “do Temer”. Isso mesmo. Sim, sabemos, contraria a tese inicial de que NÃO VOTARAM nele. Mas e daí? Eles não deixam que a lógica atrapalhe suas ficções, desde que os enredos ajudem o partido.

De todo modo, como é comum, a nova tática não encontra respaldo na realidade. Não, a campanha não foi de Michel Temer. Aliás, há um único CNPJ, um único comitê financeiro central e, também obviamente, a responsável máxima é a candidata. Sim, sim, Dilma Vana Rousseff. E claro que nem mesmo existiu uma “campanha de Temer”.

Mas por que mudaram a parada? Por que partiram para um absurdo desses, que qualquer um refutaria na mesma hora? Porque surgiu denúncia de uma doação que teria ido para a campanha. Daí, em vez de falar que era a campanha petista, ou a da Dilma, cravaram DO TEMER. Vai quê…

Pois é, chega a ser engraçado. Mas, na verdade não é. Trata-se de tática, construção de narrativa, enfim, mais do mesmo.

Mas o pessoal desta vez refutou na mesma hora e o que se viu foi um festival de piadinhas com essa tentativa risível. Melhor assim. Mas sigamos atentos, porque dificilmente pararão.

Notícias Recentes

To Top