Blog

Ex-ministro do governo Lula encomendou reforma na Papuda para receber os presos mensaleiros

A acusação partiu de Luís Estêvão, o primeiro senador a ter o mandato cassado no Brasil

Em 2000, Luís Estêvão foi o primeiro senador cassado por quebra de decoro parlamentar da história brasileira. Ele estava envolvido com o juiz Nicolau dos Santos Neto nos desvios de verbas das obras do TRT em São Paulo. Condenado a 31 anos de prisão, cumpre desde março pena na Papuda, o Centro de Detenção Provisória da Papuda. Agora, o Ministério Pública o acusa de financiar uma reforma no bloco 5 descoberta ainda em fevereiro de 2014.

A trama contou com a participação de uma arquiteta ligada ao grupo econômico dele, que contratou uma empresa sem sede própria ou funcionários para executar a obra e disfarçar a relação. Estêvão não só confirmou o trabalho, como alegou que atendia a pedido de Márcio Thomaz Bastos, ex-ministro da Justiça do governo Lula, morto em 2014. O que queria Bastos? Melhorar o ambiente em que seriam presos os seus clientes mensaleiros.

 

To Top