Blog

Flagrante: propaganda partidária em escola do PR

Professores indagam em prova: “por que Beto Richa é contra a sociedade?” – um flagrante de propaganda partidária em sala de aula. E valendo nota! O furo é do UOL Educação, pelo jornalista Lucas Gabriel Martins.

É um tremendo absurdo e acontece sempre, mas ao mesmo tempo é algo que raramente se divulga, tanto menos aparecem flagrantes tão expressos. Segue trecho da reportagem do UOL Educação, por Lucas Gabriel Martins, voltamos em seguida:

“Dois professores do Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA) Ayrton Senna da Silva, em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, aplicaram uma atividade polêmica aos alunos. A avaliação, que está circulando pelas redes sociais, tem perguntas do tipo “‘Por que Beto Richa é contra a sociedade?”‘, “Por que aconteceu o massacre dos (as) educadores (as)”, “A greve dos educadores foi justa?” e “‘Você concorda com o impeachment de Beto Richa”?” (grifo nosso)

Pois é. Questiona-se, com razão, a doutrina ideológica invariavelmente esquerdista das escolas no Brasil todo, especialmente públicas. Falam, por exemplo, que o assassino Che Guevara seria um herói e atribuem ao socialismo todo tipo de utopia maluca, ao mesmo tempo escondendo os genocídios. Vai daí para baixo.

Mas este caso do Paraná é ainda mais complicado, pois a doutrinação é também partidária, com ataques baixos ao adversário do sindicato dos professores (sendo também esse sindicato atrelado a partidos políticos). Os professores estão usando a posição privilegiada para fazer propaganda político-eleitoral. E em prova!

Isso faz parte da autonomia garantida as docentes? Evidentemente, não. Que se tomem as providências e, mais ainda, avancem também sobre a pregação ideológica que há tempos vem tomando lugar do conteúdo escolar de fato.

Nesse sentido, apresentamos a todos o bom trabalho da Escola sem Partido.

Notícias Recentes

To Top