Blog

Governo condecora Pimentel, o palestrante “fantasma” acusado de tráfico de influência

Após Dilma manifestar publicamente que Pimentel não deveria prestar esclarecimentos sobre a suspeita de tráfico de influência, o governo federal decidiu agraciar o ministro do Desenvolvimento (!) com a Medalha Ordem do Mérito da Defesa.

Entre 2009 e 2010, Fernando Pimentel recebeu cerca de R$ 2 milhões em consultorias prestadas a empresas relacionadas com a prefeitura de Belo Horizonte. Na edição de ontem (15), o jornal O Globo publicou uma nova denúncia contra o ministro. Desta vez, suspeita-se que Pimentel tenha recebido pagamentos por palestras que não apresentou.

Abaixo reunimos uma síntese das informações publicadas na edição (16) de hoje da Folha de São Paulo:

Governo dá medalha a ministro sob suspeita

O governo federal ofereceu ontem a Medalha Ordem do Mérito da Defesa a 270 personalidades e oito instituições que tenham desempenhado com distinção suas atividades e contribuíram com a defesa do país.

Entre os agraciados está o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), alvo de suspeitas de tráfico de influência por conta da atividade de sua consultoria.

Também recebeu a comenda o presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson Andrade, que contratou a consultoria de Pimentel quando estava à frente da Fiemg (Federação das Indústrias de Minas Gerais).

O ministro está em viagem ao exterior e o presidente da confederação não compareceu ao evento.

CRITÉRIOS

Segundo a divulgação do Ministério da Defesa, os agraciados são personalidades que tenham se “distinguido no exercício da profissão, além de organizações militares e instituições civis que também tenham prestado relevantes serviços ao Ministério da Defesa e às Forças Armadas no desempenho de suas missões constitucionais”.

Íntegra aqui (para assinantes)

Pimentel e federação evitam falar sobre ‘palestras-fantasmas’

O ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento) e o ex-presidente da Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais) Robson de Andrade silenciaram diante de uma contradição apontada nos serviços prestados por uma empresa de consultoria de Pimentel à federação.

Na semana passada, Andrade afirmou que parte do R$ 1 milhão pago pela federação para Pimentel a título de consultoria foi para a realização de palestras dele em unidades regionais da Fiemg em Minas Gerais.

Segundo reportagem publicada ontem pelo jornal “O Globo”, porém, essas palestras nunca aconteceram.

O jornal publica declarações de representantes dessas unidades negando que Pimentel tenha dado qualquer palestra.

Procurado, Pimentel afirmou, via assessoria, que não comentaria a acusação de que teria recebido por ‘palestras-fantasmas’.

Íntegra aqui (para assinantes)

 

Comentário:

Essa não é a primeira vez – e pelo visto não será a última – que o governo concede honrarias a políticos enrolados em suspeitas de corrupção. Abaixo relembramos alguns dos agraciados:

 

05/09/2005 - Lula homenageia o deputado Severino Cavalcanti com a Ordem do Rio Branco. Severino foi acusado de receber "mensalinho" quando presidia a Câmara dos Deputados.

 

20/04/2010 - Erenice Guerra - denunciada por tráfico de influência - é condecorada com a Grã-Cruz da Ordem de Rio Branco

 

08/05/2011 - Indiciado no processo do mensalão, José Genoino recebe a "Medalha da Vitória"

Notícias Recentes

To Top