Blog

Há muitos presos no Brasil? É o contrário: apenas 5% dos homicídios são esclarecidos no país

O Brasil prende muito pouco.

Uma das falácias que mais rapidamente aparecem quando se revela o caos penitenciário do país é a ideia de que há uma população carcerária exagerada. O “raciocínio”, que não por acaso parte sempre de algum esquerdista, tem como objetivo aliviar as penas de alguns delitos. Sim, eles acreditam que um criminoso se regenera com aulas de artesanato com garrafa pet.

Mas sigamos.

Essa lorota, que não faz sentido por si própria, é também um erro de fato. E um erro grosseiro. No país, segundo os últimos dados disponíveis (divulgados no início de 2013), apenas cinco por cento dos homicídios são esclarecidos. Isso mesmo: NOVENTA E CINCO POR CENTO DOS ASSASSINATOS PASSAM BATIDOS. Considerando o total de 60 mil ao ano, o absurdo é ainda maior.

E tem mais: “esclarecido” não significa que houve prisão, mas apenas chegaram a um suspeito definitivo, “elucidando” o caso. O índice de condenações é obviamente menor.

Desse modo, a solução continua a única possível: construir mais presídios, fortalecer o policiamento e, sim, AUMENTAR o número de prisões, por meio do apoio aos órgãos que investigam.

Como fazer isso? Reiteramos nossa dica: parando de roubar. Somente o valor do prejuízo da corrupção na Petrobras permitiria construir , o prejuízo decorrente da corrupção daria para construir 1.160 presídios. Sim, mil cento e sessenta.

Então, é claro que dá.

To Top