Blog

Haddad enfrenta primeiro protesto como prefeito; entrada da prefeitura é fechada

haddad_prefeito

Mal empossado na prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad já enfrenta o primeiro protesto. O PT, pródigo em fomentar revoltas populares contra adversários por motivos muitas vezes questionáveis, teve de experimentar do seu próprio veneno tão logo voltou ao poder na cidade. Informa a Folha:

O prefeito Fernando Haddad (PT) enfrenta nesta sexta-feira (4) o primeiro protesto de sua gestão em São Paulo desde a posse, no dia 1º.

Líderes de movimentos de moradia popular cercaram a entrada principal da prefeitura, que teve de ser fechada para evitar tumultos. Até secretários municipais estão usando a entrada lateral do Edifício Matarazzo para chegar ao trabalho.

Com faixas nas mãos e palavras de ordem, os manifestantes gritam pela presença do prefeito no local.

Haddad, no entanto, não está na prefeitura. Ele foi até a sede da Presidência em São Paulo, na avenida Paulista, despachar com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

(grifos nossos)

Não deixa de ser tragicamente engraçado notar a proximidade de datas entre a posse e a primeira sexta-feira como prefeito de Fernando Haddad. Quando Marta Suplicy, crente que seria reempossada, deixou as contas da cidade no vermelho (trocadilho ao gosto do freguês), ao menos tinha a “desculpa” de torrar todo o dinheiro possível para se reeleger, deixando seu sucessor em maus lençóis e enfrentando protestos assim que assumiu (jogada anti-ética, mas estrategicamente perfeita, admitamos).

Fernando Haddad ainda não estava na prefeitura pois estava no prédio do Banco do Brasil na Avenida Paulista. O “gabinete presidencial” inventado ad hoc por Luiz Inácio Lula da Silva para manter Rosemary Noronha com um cargo especial na presidência, mesmo longe da presidência. O ambiente tem decoração escolhida por Rose.

Notícias Recentes

To Top