Blog

Haddad promete alterar lei do silêncio para não punir cultos de igrejas evangélicas

Para quem anda com saudade do Russomanno™ e só soube repetir a palavra “Malafaia” ad infinitum no último mês, eis uma excelente notícia: Fernando Haddad (PT-SP), em encontro com líderes evangélicos, prometeu um modo todo especial para as igrejas evangélicas na hora de fiscalizar o ruído durante cultos.

Claro que tal tipo de tratamento aos evangélicos não será visto como demagógico pela imprensa ou pelos intelectuais da USP, sempre vigilantes na separação entre política e religião, como bem lembrado pelo [email protected].

A turminha progressista, que atacou com força a bancada evangélica durante a campanha, não vê agora o menor problema em negociar apoio de líderes evangélicos em troca de alterações na fiscalização dos ensurdecedores cultos que algumas dessas igrejas praticam (não foi encontrada nenhuma referência a modificações na fiscalização do ruído em shows do Slayer até o fechamento desse parágrafo).

Bancada esta que, além de aparelhadoramente imbuída na política, manda e desmanda nos votos de uma imensa fatia da população pouco instruída para exercer um voto mais racional e estudado.

Informa o jornal Destak:

Haddad disse que não haverá “flexibilização” da lei do Psiu (que regula a poluição sonora na cidade), mas criticou sua atual aplicação. O coordenador de comunicação da campanha do PT, vereador José Américo Dias (PT), disse que apresentará projeto para alterar a lei, segundo a “Folha de S.Paulo”.

No manifesto de apoio, os pastores falaram em “perseguição” às igrejas evangélicas por parte dos fiscais. A prefeitura, de acordo com a “Folha”, diz que a medição é feita de forma correta.

Em março de 2010, A Câmara Municipal aprovou proposta do vereador Carlos Apolinário, que atenuava a fiscalização; entre outras mudanças estava a da regra para medição do ruído (passando a ser feita na casa do reclamante). A mudança foi derrubada no mesmo mês pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).

Apoio dos ‘cartolas’

Haddad também recebeu na terça o apoio dos dirigentes do Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Portuguesa. Segundo “O Estado de S. Paulo”, o apoio envolve a edição de uma medida provisória para anistiar a dívida de tributos federais dos clubes, além da criação de um “bolsa-esporte” (incentivo ao esporte à população carente).

O progressismo de ocasião consegue encontrar “perseguição” às minorias: as igrejas evangélicas barulhentas. Parece até a grita petista contra a mídia conservadora, corporativista e burguesa.

Contudo, infelizmente devemos um pedido de desculpas aos leitores por sermos um portal opinativo, e não reportativo. Estamos morrendo de curiosidade de saber como de fato foi tal reunião. Deve ter sido hilário ver um pastor de uma Esconderijo do Altíssimo da vida dizendo: “Ô Haddad, que tal trocar apoio político por deixar a gente tirar o demônio do corpo aos berros?”

Para ajudar a expurgar O Mal nos portais do inferno que bizarramente só abrem nessas igrejas, deixamos um vídeo para saber se também entra no rol da renegociação de ruídos da lei Psiu pelo nosso Menino Malufinho, que andou mimetizando tanto um jeitinho Russomanno™ de ser. Não foi Haddad, afinal, quem disse que seu adversário iria invocar as “forças das trevas” nessa campanha?

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Sb-DTrMG4vs[/youtube]

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

Mais Lidas

To Top