Blog

Haddad prometeu sem conhecer caixa da prefeitura e joga culpa em novo aliado

Não demorou muito para que a equipe de Fernando Haddad informasse à imprensa que o futuro prefeito não terá condições de cumprir, pelo menos no curto prazo, parte das promessas feitas durante a campanha eleitoral. Faltando pouco mais de um mês para término do mandato de Kassab, assessores de Haddad “descobriram” que o orçamento da prefeitura de São Paulo para 2013 é menor do que o “esperado”.

Leiam o que informa Luiza Bandeira, da Folha, voltamos logo abaixo:

A equipe do prefeito eleito Fernando Haddad considerou “superestimado” o Orçamento da Prefeitura de São Paulo para 2013. O prefeito Gilberto Kassab previu uma receita de R$ 42 bilhões, mas o grupo do petista trabalha com a hipótese de que ela chegue a R$ 39 bilhões.

Os R$ 3 bilhões de diferença representam, por exemplo, metade do valor reservado (R$ 6 bilhões) pela prefeitura para investimentos e obras no ano que vem.

(…)

O Orçamento de 2012 foi considerado “otimista” na época de sua aprovação, com a expectativa de receita de R$ 38 bilhões, sendo R$ 36 bilhões da administração direta –destes, foram arrecadados até agora R$ 30 bilhões, segundo a prefeitura.

Haddad precisa garantir recursos no Orçamento para cumprir já em 2013 promessas de campanha como o fim da cobrança pela inspeção veicular, que deve custar R$ 180 milhões, e o Bilhete Único Mensal, com custo estimado de R$ 400 milhões.

Leia a íntegra aqui.

É isso, ou os petistas são ruins de cálculo, ou fizeram promessas sabendo que não poderiam cumprir.

Um dia após a eleição, Haddad anunciou que projetos como o fim da taxa de inspeção veicular e a criação do Bilhete Único Mensal ficariam para 2014. Tentou responsabilizar a oposição por uma provável demora na aprovação das propostas, mas não conseguiu. Como a situação ficou constrangedora, recuou, e agora anuncia o fim da taxa e a criação do bilhete mensal já para o próximo ano. Por isso é que a equipe petista está batendo cabeça para saber de onde tirar os recursos.

Como a turma do PT não costuma passar recibo, Haddad começa a jogar a responsabilidade nas costas do novo aliado, Gilberto Kassab. Quem sabe ele topa assumir o ônus de mais essa.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

To Top