Blog

Haddad convida petista condenado por improbidade para a Saúde

Leiam a reportagem de Luiza Bandeira e Talita Bendinelli, da Folha. Logo abaixo complementamos a informação:

O ex-prefeito de Diadema e deputado federal José de Filippi Júnior (PT) foi convidado pelo prefeito eleito Fernando Haddad para ser o novo secretário municipal de Saúde de São Paulo.

Engenheiro civil, Filippi foi escolhido por ser considerado um bom gestor. Ele foi tesoureiro da campanha de Dilma, em 2010, e da reeleição de Lula, em 2006, papel que havia sido exercido antes por Delúbio Soares, condenado no julgamento do mensalão.

Procurado ontem, ele não confirmou o convite, mas deve se reunir hoje com Haddad.

(…)

Leia a íntegra aqui.

Como a reportagem da Folha de São Paulo ‘esqueceu’ de informar que o “bom gestor” foi CONDENADO POR IMPROBIDADE, resgatamos uma notícia publicada em maio de 2010 pelo mesmo jornal. Na época, Filippi estava prestes a ingressar na campanha de Dilma como tesoureiro.

Futuro tesoureiro da campanha de Dilma é condenado em SP

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o futuro tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff e ex-prefeito de Diadema José de Filippi Junior a devolver valores que podem chegar a R$ 2,1 milhões para os cofres da prefeitura daquela cidade.

A decisão ocorreu pela contratação sem licitação do escritório do advogado Luiz Eduardo Greenhalgh. Filippi Jr. e Greenhalgh são do PT.

O escritório de Greenhalgh foi contratado pela Prefeitura de Diadema entre 1983 e 1996. Defendeu só duas causas, segundo o Ministério Público, e ganhou cerca de R$ 2,1 milhões pela tarefa. A prefeitura contava com 51 procuradores para defender os interesses da cidade, de acordo com a Promotoria.

O tesoureiro de Dilma foi condenado em duas decisões do TJ. Na primeira delas, houve um voto a favor dele, o que tornou possível a reavaliação do caso. No segundo julgamento, perdeu por 4 a 1.

O valor a ser devolvido será calculado só quando houver uma decisão definitiva sobre o caso. O ex-prefeito pode recorrer da decisão.

O TJ também condenou Filippi Junior à perda dos direitos políticos por cinco anos. A decisão não afeta a função que ele terá na campanha de Dilma. Tesoureiro não é uma função pública.

(…)

“A população de Diadema foi prejudicada. Não pode escolher. Não se levou em consideração o custo do contrato, mas fatores outros, cujos indícios são de proteção ou escolha baseada em critérios personalíssimos”, escreveu o desembargador Renato Nalini ao rejeitar os recursos.

(…)

Íntegra aqui.

O ex-prefeito de Diadema, que concorria a deputado federal, chegou a ser barrado pela lei da Ficha Limpa mas conseguiu recurso que garantiu sua candidatura. Recurso semelhante ao apresentado por Paulo Maluf, também barrado pela lei.

 

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

To Top