Blog

Impeachment de Dilma: não há nada ganho, a batalha agora é no Senado!

Uma etapa de cada vez.

Senado Federal - Impeachment

Sim, ontem houve uma vitória EXCEPCIONAL e ela deve ser comemorada e aplaudida. Mas também devemos levar em conta que foi apenas uma batalha. Agora, tudo está na mão dos senadores.

Funciona assim (explicando de forma bem objetiva): a Câmara dos Deputados julga a admissibilidade do pedido de impeachment, votando o relatório da Comissão Especial. Depois disso, o processo vai para o Senado Federal, onde será julgado de fato (sim, como se fosse um ‘tribunal’, mesmo).

Entraremos agora, portanto, nessa etapa. E é preciso PRESSIONAR VEEMENTEMENTE todos os senadores, sem dar fôlego (e, claro, sem extrapolar os limites democráticos da pressão; ou seja, sem agressividade ou ataques de qualquer gênero).

Lembramos, por fim, que no Senado é preciso ter maioria simples (o seja: 41 senadores) para que o afastamento temporário aconteça, mas a votação final exige de novo maioria qualificada.

Não podemos descansar!

Adiante!

To Top