Blog

João Doria em pesquisa presidencial: merecido e justo, mas há chance de ser “fogo amigo”

Ótimo e justo, mas é razoável manter o cuidado na euforia.

Foto: SECOM PMSP

Está sendo amplamente divulgado um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, incluindo João Doria num dos cartões de nomes pré-indicados, e o prefeito de São Paulo já aparece na frente de políticos como Ciro Gomes, Michel Temer e Ronaldo Caiado.

Mas o cenário imaginado é simplesmente inviável. Não a boa pontuação de Doria (que talvez seja ainda maior), mas sim pela lista dos concorrentes. Vamos a ela:

Lula – 23,3%
Marina Silva – 13,7%
Jair Bolsonaro – 11,9%
Joaquim Barbosa – 11,3%
João Doria – 9,1%
Ciro Gomes – 5,6%
Michel Temer – 4,3%
Ronaldo Caiado – 1,6%
Não sabe – 4,7%
Nenhum – 14,4%

Lula, Marina e Bolsonaro (sobre ele falaremos ainda hoje), ok, são nomes que fazem sentido. Joaquim Barbosa não será candidato, assim como Michel Temer. Com isso, há 15,6 pontos percentuais simplesmente “sem dono”.

Se já não existe vácuo na política, tanto menos haveria numa pesquisa com nomes predeterminados, de modo que a indagação é óbvia: a quem iriam esses pontos? Evidentemente, para nomes anti-Lula ou anti-PT ou ainda anti-esquerda. Pois é.

Também não temos quaisquer outros dados, como o número de pessoas entrevistadas, a abrangência regional e, mais importante, os demais cartões com candidatos.

Ainda assim, sem dúvida, é impressionante que Doria apareça com tantos pontos. Mas, também sem dúvida, nada mais justo diante do ótimo trabalho realizado em São Paulo. Cedo ou tarde, ele apareceria – e em noa posição, como é merecido.

Porém, as experiências pregressas não permitem desconsiderar por completo a hipótese de “fogo amigo”, com interesse especial de buscar alguma intriga. Não seria nada impossível, nem mesmo uma novidade.

Fonte: Paraná Pesquisas - página oficial

Mais Lidas

To Top