Blog

Justiça obriga governo Dilma a fiscalizar programas da Igreja Universal nas emissoras da Rede CNT

Embora fale em “controle da mídia”, ministério de Dilma não fiscalizava adequadamente programação de igreja considerada “aliada” em emissoras ligadas a partido também aliado. Em ação movida pelo MP, juiz federal concordou que governo foi omisso.

dilma_edir macedo

A reportagem é da Folha, seguem trechos:

Por determinação da Justiça Federal, o Ministério das Comunicações instaurou quatro procedimentos administrativos para fiscalizar programas da Igreja Universal do Reino de Deus em emissoras de televisão da Rede CNT (…) Embora o governo fale na necessidade de regulação da mídia –causa defendida há anos pelo PT– a ordem de fiscalização partiu do juiz federal Djalma Moreira Gomes, da 25ª Vara de São Paulo. Em decisão liminar, ele concordou com o Ministério Público Federal, que, numa ação civil pública, acusou o governo de omissão em relação às normas já existentes.” (grifos nossos)

Quando falam em “controle da mídia”, considerando os fatos agora reconhecidos em juízo, tem-se a impressão de que o governo Dilma pretende controlar apenas os que a ele se opõem. Mesmo os defensores da laicidade e campeões do ateísmo da militância governista não dão muita bola quando se trata da “igreja aliada”. E, segundo decisão do judiciário, tampouco o governo o fazia.

Mas agora está obrigado a fazer o que não foi feito. A militância pode até continuar dando o miguezinho clássico, mas o governo não pode mais ser omisso.

Notícias Recentes

To Top